Solidariedade com o Educador Popular e companheiro Ricardo Velho

Publicado em: 18/08/2017 às 15:31
Solidariedade com o Educador Popular e companheiro Ricardo Velho

O Coletivo da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP) e Pastoral da Juventude Rural (PJR), vem a público manifestar sua solidariedade com o companheiro Ricardo Velho, Educador Popular e Diretor do Campus do Instituto Federal Catarinense (IFC) de Abelardo Luz e com os/as demais companheiros/as que estão sendo vítimas de perseguição política na sua região.

Ricardo contribuindo com a formação da PJMP/PJR em São Miguel do Oeste/SC.

Nosso companheiro foi afastado das funções públicas por meio do Ministério Público Federal em 16 de agosto de 2017, e teve seus computadores, telefones celulares apreendidos além da quebra de sigilo destes. A motivação tem relação com a necessidade que Ricardo Velho, como Diretor do Campus sentiu em articular junto aos movimentos sociais do campo, a realização de atividades pedagógicas que dialogassem com as realidades da comunidade, já que, há 30km do campus, encontra-se um assentamento de trabalhadores e trabalhadoras rurais.

Nos reportando aos escritos de Paulo Freire, temos a prova de que Ricardo Velho atuou seguindo a linha de uma educação que não forma “robôs”, mas que transforma a realidade em que a comunidade vive a partir de um conhecimento emancipatório.

A transformação não é só uma questão de métodos e técnicas. Se a educação libertadora fosse somente uma questão de métodos, então, o problema seria mudar algumas metodologias tradicionais por outras mais modernas. Mas não é esse o problema. A questão é o estabelecimento de uma relação diferente com o conhecimento e com a sociedade (FREIRE, 1978, p. 48).

Com base nisso, a PJMP e PJR solidarizam-se com o companheiro que sempre contribuiu com estas duas organizações, ajudando a construir formação de consciência por meio de seu conhecimento. Todo nosso apoio aos companheiros/as que estão passando por mais esse golpe. Consideramos um abuso da Justiça e claro, um posicionamento evidente de que cada vez mais quem luta será criminalizado. É estado de golpe, mas nós não nos calaremos. Até a vitória.

PJMP/PJR- Extremo-oeste Catarinense. 

Um Comentário para "Solidariedade com o Educador Popular e companheiro Ricardo Velho"

  1. Rudimar Drey   19/08/2017 at 20:32

    Para quem conhece a história, sabe que antes de Abelardo Luz, temos a Escola 25 de Maio de Fraiburgo, modelo de Educação do Campo e local de formação de alunos/as camponeses/as que nunca esconderam sua ligação com os movimentos sociais (MST). Tive A honra, o prazer é a oportunidade de lecionar nesta escola que mesmos com dificuldades era e é um modelo (pelo menos para mim) de verdadeira formação/transformação e, não como simples “reprodução”. NÃO SEI se há alguma coisa BA mais do que está sendo veiculado, mas para mim écá em dúvida um forma descarada de repressão, racismo puro! Enfim, o contexto atual está “propenso” para ações como essa, mas tem um detalhe: Essa corja não sabe com CERTEZA com quem está mexendo! Força Ricardo, força Maicom, FORÇA para todos que acreditam numa educação TRANFORMADORA! FORA FASCISTAS!

    Responder

Deixe uma resposta