Só a esquerda pode derrotar a esquerda nas próximas eleições presidenciais

Foto: Sharon McCutcheon/Pexels

Por Afrânio Silva Jardim.

A direita e o centro não têm sequer um candidato viável. O Capitão não terá apoio sequer dos liberais e da própria grande imprensa, no segundo turno. Estão desesperados. Sabem que já perderam as próximas eleições. Por isso, podem tentar inviabilizá-la. Tenhamos cuidado…

Desta forma, não compreendemos como os movimentos sociais e políticos já começam a criar arestas e a provocar cisões perigosas.

Não podemos aceitar que as ambições políticas de uns e os proselitismos de outros possam colocar tudo a perder!!!

Quem realmente tem compromisso ideológico e deseja a implantação de um sistema de justiça social em nosso país, ainda que a médio prazo, não pode colocar seus interesses pessoais ou políticos em primeiro lugar.

Quem realmente está compromissado com o pensamento de esquerda não pode deixar escapar esta oportunidade ímpar em nossa sociedade.

Como não abrir mão de suas ambições políticas em favor de uma “frente ampla” se, no passado recente, companheiros e camaradas abriram mão da própria vida em prol de um país socialista e democrata??? Quantos foram torturados e exilados por este ideal de vida digna para todos???

A prisão do ex-presidente Lula está criando condições políticas para a eleição de um candidato comprometido com as causas populares e democráticas. A sua prisão coloca a nossa luta na mídia, aglutina e conscientiza a população.

Enfim, neste momento histórico, “a esquerda unida jamais será vencida”.

Só a desunião poderia nos derrotar, conforme tem acontecido constantemente em várias partes do mundo.

Um verdadeiro socialista tem de “pensar grande”, tem de pensar no social e não nas suas ambições pessoais ou partidárias. Um verdadeiro socialista tem de ser generoso e solidário. O individualismo é a marca consagrada de nossos adversários políticos.

Fiquemos unidos e governemos unidos, tudo em prol de realizar uma futura justiça social em nosso país. Justiça social é o que importa!!! Havendo desprendimento pessoal, conseguiremos voltar a distribuir renda, combatendo a pobreza e o obscurantismo em nossa sociedade.

 

Afranio Silva Jardim é professor de Direito da Uerj.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.