Sindicato denuncia caso de diretora flagrada coagindo professora em Joinville

A gestão Udo Döhler está fazendo água por todos os lados. Não adianta a propaganda oficial. Esta semana, o secretário de Educação Roque Mattei publicou artigo louvando as conquistas na Educação Infantil. Ao mesmo tempo, uma diretora de CEI é flagrada coagindo uma professora a “tapar buraco” em sala de aula. No vídeo, a diretora confessa que faltam professores e que o lema da gestão é “aqui você tem que receber ordens e fazer”.

No caso do vídeo, a professora já atendeu sua turma e está em “hora-atividade” – período em que prepara as próximas aulas, revisa materiais, corrige trabalhos e elabora os portfólios dos seus alunos. Não é de sua responsabilidade atender os alunos que estão sem professor.

Essa tem sido a rotina em toda a rede desde o começo do ano. Para os pais não perceberem a falta de professores, as diretoras são orientadas a coagir suas professoras a trabalhar além de sua carga de horas-aula estipulada. Não há preocupação com a qualidade do atendimento das crianças. Enquanto professores são humilhados diariamente, a Prefeitura economiza uns trocados – o que lhe permite manter a farta propaganda oficial e as benesses de um número sem fim de apadrinhados indicados pelos partidos políticos de sua coligação, os mesmos que apoiaram sua reeleição e com certeza o apoiarão nos seus próximos projetos.

Na segunda-feira (25/9), um artigo do secretário de Educação, Roque Mattei, no jornal A Notícia, afirmava: “Outra preocupação foi a qualidade de trabalho de nossos servidores. Por isso, iniciamos pelos CEIs a ampliação da hora-atividade”.

É por situações como essa que os servidores se manifestam e paralisam suas atividades nesta quinta-feira, a partir das 9 horas, em frente à Prefeitura. Está na hora de Udo combater os desvios de conduta existentes em sua própria gestão!

Fonte: Sinsej.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.