Sindicalista atropelado em Caxias do Sul na Greve Geral fica com lesão cerebral

Publicado em: 20/05/2017 às 12:07

Sindicato promove campanha para ajudar diretor vítima de atropelamento

santanaeesposa

O Sintep/Serra está realizando uma campanha de solidariedade para arrecadar fundos para a família custear o tratamento de Luiz Fernando Subtil Sant’Ana, 66 anos, funcionário da Universidade de Caxias do Sul e diretor do Sindicato, que foi atropelado, durante a greve geral do dia 28 de abril, no acesso à instituição.

Sant’Ana permaneceu 14 dias no hospital e voltou para casa, na sexta-feira do dia 12 de maio, com sequelas devido a um edema cerebral: não consegue caminhar, se alimentar e fazer as necessidades fisiológicas sozinho. Não há previsão para ele retornar às atividades do dia a dia, inclusive as que envolvem seu trabalho, nem há a garantia de que ele irá se recuperar plenamente da lesão. Dessa forma, a família precisa de ajuda para manter o tratamento, que requer fisioterapia e remédios controlados.

As doações podem ser feitas, em qualquer valor, na seguinte conta:

Caixa Econômica Federal
Agência: 0465
Operação: 013
Conta Poupança: 298242-1
Titular da Conta: Neí dos Santos Sant’Ana (esposa do Santana).

Para mais informações, o telefone do Sintep/Serra é o (54) 3223.4023.

Texto que viralizou nas redes sociais sobre o fato:

“Ele, sujeito simples. Ela dama da sociedade. Ele jardineiro, daqueles canteiros lindos da UCS. Ela… Ele sindicalista. Ela… Ele lutando pelos seus, nossos direitos. Ela atrasada para levar seus cachorros no pet. Ele pobre. Ela rica. Ele parado. Ela acelerou contra ele. As testemunhas dele não foram ouvidas no dia. Ela recebeu toda a atenção da polícia. Ele dava bom dia feliz pelos jardins. Ela posta maravilhosos textos sobre amor, caridade e solidariedade. Ele, está com lesão cerebral. Ela diz que não atropelou ninguém. Ele precisa da nossa ajuda. Ela precisa prestar contas a justiça. Ele não é vagabundo. Ela não é inocente. Podemos mentir para as pessoas, mas meu amigo, pra consciência e pra Deus, não tem jeito, não tem escapatória. E a vocês, que ousam nos ofender por estarmos lutando… Só lamento que usufruam das nossas conquistas. Ou você acha que final de semana de descanso, horas extras, férias, décimo terceiro, vale alimentação, vale transporte… Surgiram de uma cordial conversa entre patrão e empregado?Ah meu caro, você tem muito que se informar. Estamos juntos com nosso amigo. Vamos achar meios de ajudar. E justiça? Não sei…”

Informações: Assessoria de Imprensa do Sintep/Serra

Deixe uma resposta