Servidores Públicos na luta

Por Marcela Cornelli.
Fotos da autora.

Os Servidores Públicos Federais em Catarina realizaram um Ato Unificado no Centro de Florianópolis, no dia 15 de março, marcando o lançamento da Campanha Salarial no Estado.  O Ato também retomou a unidade das entidades e centrais sindicais que representam o funcionalismo. A concentração para a manifestação iniciou às 11 horas na Praça Pereira Oliveira, em frente ao prédio da Superintendência Regional Sul do INSS. À tarde, após fecharam à rua em frente ao prédio da Superintendência, os servidores realizaram uma passeata até o Terminal de Ônibus do Centro da Cidade, distribuindo panfletos e dialogando com a população sobre a importância dos serviços públicos. Eles denunciaram o descaso do governo, a privatização dos serviços públicos e os cortes no Orçamento da União principalmente para a Saúde, alertando que a maior prejudicada será a população brasileira.

Os sindicalistas presentes criticaram o corte no orçamento de R$ 50 bilhões, realizado pela presidente Dilma, afetando os serviços públicos. Lembraram que o orçamento do governo para pagar os servidores é o menor dos últimos 17 anos, se comparado ao que a União arrecada (4,13% do PIB) e que alguns órgãos têm hoje menos servidores do que há 20 anos, ou seja, aumentam a população, as demandas e as metas a serem cumpridas e diminuem os servidores.
Estavam presentes na manifestação representantes da CSP-Conlutas, Cut/SC, Sindprevs/SC, Sintrafesc, Sindifisco, Asssibge, Sinasefe, Apufsc/Sindical e Sintrajusc. Também participaram representantes do Sindicato dos Policiais Rodoviários de Santa Catarina e do Sintespe (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual).
O Fórum Estadual dos servidores Públicos Federais dará continuidade à luta unificada em Santa Catarina. A próxima atividade do Fórum será um seminário sobre o Funpresp, fundo de previdência complementar para os servidores públicos federais, aprovado no Congresso Nacional.  O Funpresp vem para retirar mais direitos dos servidores, permitindo o governo investir no sistema financeiro o dinheiro dos trabalhadores. O seminário contará com a presença do assessor jurídico do Sindprevs/SC, Luis Fernando Silva, e será realizado no dia 21 de março, às 18 horas, no auditório da Fecesc, em Florianópolis. As reuniões do Fórum são realizadas todas as segundas-feiras, às 18 horas, no Sintespe.

A pauta unificada dos federais deste ano pede:
– Que o governo cumpra os acordos assinados com os trabalhadores.
– Política salarial permanente, com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das gratificações.
– Contra qualquer reforma que retire direitos dos trabalhadores.
– Retirada de projetos de lei, medidas provisórias e decretos contrários aos interesses dos servidores públicos.
– Igualdade de direitos entre ativos, aposentados e pensionistas, como prevê a Constituição.
– Reajuste de benefícios.
– Definição da data-base em 1º de maio.

Moção de Repúdio contra agressão a sindicalistas
Durante o Ato, os servidores aprovaram uma Moção de Repúdio à Polícia Militar, pela repressão, prisão e tortura de sindicalistas, no dia anterior, durante uma manifestação dos Servidores Públicos Municipais de São José.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.