Servidores Públicos na luta

Por Marcela Cornelli.
Fotos da autora.

Os Servidores Públicos Federais em Catarina realizaram um Ato Unificado no Centro de Florianópolis, no dia 15 de março, marcando o lançamento da Campanha Salarial no Estado.  O Ato também retomou a unidade das entidades e centrais sindicais que representam o funcionalismo. A concentração para a manifestação iniciou às 11 horas na Praça Pereira Oliveira, em frente ao prédio da Superintendência Regional Sul do INSS. À tarde, após fecharam à rua em frente ao prédio da Superintendência, os servidores realizaram uma passeata até o Terminal de Ônibus do Centro da Cidade, distribuindo panfletos e dialogando com a população sobre a importância dos serviços públicos. Eles denunciaram o descaso do governo, a privatização dos serviços públicos e os cortes no Orçamento da União principalmente para a Saúde, alertando que a maior prejudicada será a população brasileira.

Os sindicalistas presentes criticaram o corte no orçamento de R$ 50 bilhões, realizado pela presidente Dilma, afetando os serviços públicos. Lembraram que o orçamento do governo para pagar os servidores é o menor dos últimos 17 anos, se comparado ao que a União arrecada (4,13% do PIB) e que alguns órgãos têm hoje menos servidores do que há 20 anos, ou seja, aumentam a população, as demandas e as metas a serem cumpridas e diminuem os servidores.
Estavam presentes na manifestação representantes da CSP-Conlutas, Cut/SC, Sindprevs/SC, Sintrafesc, Sindifisco, Asssibge, Sinasefe, Apufsc/Sindical e Sintrajusc. Também participaram representantes do Sindicato dos Policiais Rodoviários de Santa Catarina e do Sintespe (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual).
O Fórum Estadual dos servidores Públicos Federais dará continuidade à luta unificada em Santa Catarina. A próxima atividade do Fórum será um seminário sobre o Funpresp, fundo de previdência complementar para os servidores públicos federais, aprovado no Congresso Nacional.  O Funpresp vem para retirar mais direitos dos servidores, permitindo o governo investir no sistema financeiro o dinheiro dos trabalhadores. O seminário contará com a presença do assessor jurídico do Sindprevs/SC, Luis Fernando Silva, e será realizado no dia 21 de março, às 18 horas, no auditório da Fecesc, em Florianópolis. As reuniões do Fórum são realizadas todas as segundas-feiras, às 18 horas, no Sintespe.

A pauta unificada dos federais deste ano pede:
– Que o governo cumpra os acordos assinados com os trabalhadores.
– Política salarial permanente, com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das gratificações.
– Contra qualquer reforma que retire direitos dos trabalhadores.
– Retirada de projetos de lei, medidas provisórias e decretos contrários aos interesses dos servidores públicos.
– Igualdade de direitos entre ativos, aposentados e pensionistas, como prevê a Constituição.
– Reajuste de benefícios.
– Definição da data-base em 1º de maio.

Moção de Repúdio contra agressão a sindicalistas
Durante o Ato, os servidores aprovaram uma Moção de Repúdio à Polícia Militar, pela repressão, prisão e tortura de sindicalistas, no dia anterior, durante uma manifestação dos Servidores Públicos Municipais de São José.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here