Servidores do Ministério da Saúde continuam paralisados até 2 de julho

Cerca de 150 servidores do Ministério da Saúde de todo estado e da Anvisa aderiram à paralisação de 24 horas nesta quinta-feira e mantiveram lacrada com uma faixa de sete metros a entrada do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde. Às 14 horas foi realizada nova assembléia específica que deliberou pela manutenção da paralisação até a segunda-feira, dia 2 de julho, com a entrada do prédio fechada.

Na segunda-feira, os servidores do Ministério da Saúde vão realizar nova assembléia, às 13 horas, para avaliar o quadro estadual e nacional e deliberar sobre os rumos da mobilização. Neste fim de semana ocorrem em Brasília as reuniões do Comando Nacional de Greve e Plenária Nacional da Fenasps, que também avaliarão o crescimento da mobilização nacional.

Às 16 horas, os SPFs que realizaram um ato conjunto na esquina democrática de Florianópolis, neste dia 28, caminharam em passeata até a frente do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde e se uniram aos servidores da Saúde. As palavras de ordem demonstraram que os servidores estão cansados de esmolas e que vão fortalecer a luta conjunta. O Comando Estadual de Mobilização foi fortalecido e já se reuniu no fim da tarde
para dar os encaminhamentos necessários para fortalecer a paralisação no Ministério da Saúde. Neste dia 28, os membros do Comando decoraram toda a frente do prédio do Núcleo, com cartazes, faixas e murais com fotos das lutas atuais e históricas dos servidores da saúde.

Em Chapecó os servidores do MS aderiram à paralisação de 24 horas no dia 28 de junho em sua cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here