Servidores da saúde aprovam paralisação para o dia 28 de junho

Os servidores do Ministério da Saúde em Santa Catarina reunidos em Assembleia hoje à tarde em frente ao Núcleo do Ministério da Saúde da PO, aprovaram uma Paralisação de 24 horas para o dia 28 de junho (quinta-feira) e um calendário de mobilização. O objetivo é construir a Greve da categoria no Estado. Os servidores também estão em Estado de Greve e em Assembleia Permanente, o que permite a convocação das novas assembleias sem a publicação de edital. A Assembleia desta quinta-feira seguiu a orientação da última Plenária Nacional da Fenasps, realizada no dia 16 de junho em Brasília, que orientou aos estados realizarem assembleias para discutir a Greve Nacional dos servidores da Seguridade Social (Ministério da Saúde, Previdência e Trabalho).

Os trabalhadores elegeram um Comando de Mobilização/Greve que irá se reunir na próxima segunda-feira, dia 25/6, e aprovaram um calendário de mobilização (veja abaixo). Os servidores avaliaram que é preciso construir a greve para unir forças aos servidores que já estão em Greve e/ou vão entrar em Greve na próxima semana. No entanto, foi avaliada a necessidade de incicialmente realizar uma Paralisação de 24 horas para fortalecer o movimento em Santa Catarina e chamar mais colegas para a luta.

Os trabalhadores da Anvisa presentes na Assembleia informaram que a categoria também está se preparando para uma possível Greve, caso não haja acordo com o governo, e que a próxima reunião do Devisa/Fenasps com o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, está marcada para o dia 28 de junho. Os servidores do Hospital Florianópolis denunciaram a entrega do Hospital após o término da sua reforma para uma Organização Social e a precária situação em que se encontram os servidores do HF, atualmente em situação de cedidos. Foi denunciada também a venda do SAMU para uma empresa privada e a tentativa do Governo Federal em entregar os Hospitais Universitários também ao capital privado, através da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares S.A. (EBSERH).

Na Assembleia foi lembrado que os servidores da Saúde lutam por questões específicas e também pelas reivindicações da pauta dos Servidores Públicos Federais como:

– aumento real de salário,

– igualdade das tabelas salariais com o Seguro Social (INSS);

– 30 horas,

– fim do assédio moral;

– melhores condições de trabalho para melhor atender à população;

– paridade entre ativos e aposentados; entre outras.

Calendário de mobilização aprovado na Assembleia:

21/6 – Aprovado Estado de Greve e de Assembleia Permanente e eleito o Comando de Mobilização/Greve

25/6 – Reunião do Comando de Mobilização/Greve, às 10 horas, no Sindprevs/SC

26/6 – Assembleia Estadual dos Servidores do Ministério da Saúde, às 13 horas, em frente ao Núcleo do Ministério da Saúde da PO, em Florianópolis

28/6 – Paralisação de 24 horas do Ministério da Saúde em Santa Catarina, com concentração em frente ao Núcleo do Ministério da Saúde da PO, em Florianópolis

28/6 – Realização de Assembleia para avaliar o Quadro Nacional e a deflagração da Greve.

Quadro Nacional da Greve:

Ceará – em greve desde 18 de junho. Paralisados 80% dos trabalhadores dos Núcleos do MS. Assembleia no dia 21 para ratificar a greve.

Distrito Federal – em greve desde 18 de junho. Mais de 90% dos trabalhadores da sede nacional e do anexo do MS paralisaram. Trabalhadores do MTE e do MPS também aderiram.

Espítiro Santo – Assembleia na Superintendência Regional do Trabalho (SRT) no dia 21.

Minas Gerais – Realizada assembleia dia 20 com mais de 100 trabalhadores.

Nova assembleia será dia 26 para avaliar Quadro Nacional.

 Pará – Assembleia dia 21.

Paraná – Londrina em greve desde 19 de junho. Curitiba aprovou greve para o dia 27 de junho

Piauí – A mobilização está sendo construída.

Rio Grande do Norte – Servidores do MTE farão mobilização dia 22. Assembleia específica para trabalhadores do MS no dia 27.

Rio Grande do Sul – aprovou greve a partir do dia 25 de junho. Assembleia no dia 20 aprovou a deflagração de greve no Núcleo do MS e paralisação de 24 horas na SRTE dia 25.

Santa Catarina – Assembleia dia 20 aprovou Estado de Greve e Paralisação de 24 horas no dia 28 de junho, com nova avaliação do movimento.

São Paulo – em Estado de Greve deflagrado no dia 19 de junho e nova assembleia no dia 22.

Fonte: Sindprevs/SC com informações da Fenasps

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here