Seminário regional vai abordar fim da violência doméstica contra as mulheres

Na véspera do Dia Internacional da Mulher, o “Seminário pelo fim da violência doméstica contra a mulher” vai reunir, no Auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, órgãos como Tribunal de Justiça, Defensoria Pública do Estado, Ministério Público e representantes do governo estadual, além da Federação Catarinense de Municípios e de diversas instâncias da sociedade civil de todo Estado, para debater e costurar um “Pacto Estadual Maria da Penha”.

A realização da Bancada Feminina da Alesc, coordenada pela Deputada Luciane Carminatti, em conjunto com Escola do Legislativo, e com parceria do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim/SC), do Movimento de Mulheres Camponesas, FECAM e movimento 8MBrasil SC. O seminário finaliza um ciclo que percorreu todas as regiões em 2017, ouvindo as demandas em relação ao tema.

O Seminário é gratuito, aberto ao público de todo o Estado, homens e mulheres que desejam atuar no combate à violência. A presença de gestores municipais e estaduais será muito importante para o fortalecimento de uma rede de trabalho.

Onde: Auditório Deputada Antonieta de Barros – Florianópolis/SC.
Quando: 07 de Março.

PARTICIPE! VAGAS LIMITADAS!

Inscreva-se e fique por dentro da programação em ?http://bit.ly/SemViolenciaMulherFpolis

PROGRAMAÇÃO:

SEMINÁRIO REGIONAL “PELO FIM DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA A MULHER”

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER – UM OLHAR ANTERIOR” – GAPA CHAPECÓ – GALERIA MEYER FILHO

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “A DENÚNCIA” – IFSC CÂMPUS CAÇADOR – HALL DO AUDITÓRIO ANTONIETA DE BARROS

08:00 – CREDENCIAMENTO

Intervenção artística do Grupo Madalenas na Luta/Teatro das Oprimidas em SC

09:00 – AUDIÊNCIA PÚBLICA: “COMPROMISSO PELA ASSINATURA E IMPLEMENTAÇÃO DO PACTO ESTADUAL MARIA DA PENHA”
Mesa de abertura: Bancada Feminina da ALESC – Deputadas Estaduais Luciane Carminatti (coordenadora), Ana Paula Lima e Dirce Heiderscheidt; Conselho Estadual dos Direitos da Mulher – Cedim/SC; representante do Governo do Estado de SC; representante da FECAM; Tribunal de Justiça; Ministério Público e Defensoria Pública.

Bancada Feminina da ALESC e Cedim/SC vão apresentar minuta de texto do “Pacto Estadual Maria da Penha”. Governo do Estado, governos municipais, instituições, entidades e coletivos da sociedade civil serão chamados ao debate, compromisso de assinatura e de implementação do pacto.

12:00 – INTERVALO DE ALMOÇO

13:15 – Fala de representantes do 8M BRASIL SC.

13:30 – Mesa 1: Apresentação de experiências de enfrentamento à violência contra a mulher de regiões do Estado com mediação da Bancada Feminina:

“Movimento de Mulheres Camponesas de Santa Catarina: feminismo camponês, agroecologia e luta contra a violência no campo”, com GENECI RIBEIRO SANTOS, ADÉLIA SCHMITZ e LUCIMAR MARGARETE ROMAN, do MMC/SC.

“A resistência das mulheres indígenas”, com KEREXU YXAPYRY, liderança Guarani da Terra Indígena Morro dos Cavalos.

“Narrativas e pluralidade das mulheres negras: relatando outras vivências”, com MARIA DE LOURDES MINA, coordenadora estadual do Movimento Negro Unificado (MNU/SC) e LUCIANA DE FREITAS SILVEIRA, representante das educadoras quilombolas do Projeto de Elevação da Escolaridade do MNU/SC e Associações Quilombolas.

“O olhar da enfermagem para o tema violência contra a mulher”, com DENISE ANTUNES DE AZAMBUJA ZOCCHE, Professora Adjunta Curso de Enfermagem da UDESC Câmpus Chapecó e do Programa de Pós Graduação em Enfermagem-Mestrado Profissional em Enfermagem na Atenção Primária à Saúde MPAPS, SILVANA ZANOTELLI, Professora Adjunta Curso de Enfermagem da UDESC Câmpus Chapecó, MICHELLE KUNTZ DURAND, Doutora em Enfermagem pela UFSC, docente colaboradora do Departamento de Enfermagem da UDESC, e NATANI CORDEIRO BATISTA, acadêmica do curso de Enfermagem da UDESC Câmpus Chapecó.

“Rede Catarina de Proteção à Mulher/Guardiões Maria da Penha de Chapecó: pioneirismo”, TENENTE DÉBORA DOS SANTOS, SOLDADO DAYSE MARA MASCARELLO, SOLDADO ISMAEL DONIZETI PETRUCI JUNIOR e SOLDADO CÂNDIDA DE MARTINI/2º BPM.

“Experiência da Prefeitura de Campos Novos no enfrentamento à violência contra a mulher”, Secretária de Assistência Social de Campos Novos, CELINA MANFROI CASSIANO BARROS.

“A situação da violência e ações de enfrentamento no Planalto Serrano”, com Grupo de Pesquisa, Gênero, Educação e Cidadania na América Latina – GECAL – professoras MARELI ELIANE GRAUPE e JOSILAINE ANTUNES PEREIRA, da UNIPLAC, SUZANE FAITA, historiadora, e ERLI CAMARGO, conselheira do MNDH e do CEDH-SC; e “Transmulheres e relação com as famílias”, com VIVIAN VITÓRIA MELO VARGAS e JOELCI CRISTINA MELO VARGAS, do Grupo Mães da Diversidade, de Lages.

15:30 – INTERVADO – CAFÉ

16:00 – Mesa 2: Apresentação de experiências de enfrentamento à violência contra a mulher de regiões do Estado com mediação da Bancada Feminina:

“Estudantes em ação no enfrentamento à violência contra as mulheres: Projeto DIA LARANJA, Escola de Educação Básica DR. Francisco Isabel, de Mafra”, com professora MÁRCIA GOETTEN RATACHESKI, coordenadora do projeto, FÁBIANA FÁTIMA PLONKOSKI, auxiliar do projeto, e estudantes PAMELA AP. KROCHMALNEI, RAIANE DA SILVA CARDOSO, BRUNO GABRIEL DE OLIVEIRA, CASSANDRA LOPES, GABRIELA STOEBERL, THAMIRES RODRIGUÊS DE OLIVEIRA e TAINARA SCHUMAM ROIK, “Embaixadores do Dia Laranja”.

“Fórum Regional de Debate para o enfrentamento à violência contra as mulheres”, com Vereadora SIMONI ORZEKOVSKI ZAREMBSKI, de São Domingos, KAREM CRISTINA KINTSCHNER, do Coletivo Janete Cassol, de Xanxerê, e BRUNA CRISTINA POMPERMAYER GUGEL, do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Xanxerê.

“Fórum da Diversidade da Grande Florianópolis”, com LIROUS K’YO FONSECA ÁVILA, assistente social, coordenadora geral da ADEH e presidenta do Fórum.

“Conselho Municipal de Direitos LGBT de Florianópolis”, com GUILHERMINA CUNHA, militante e presidenta do Conselho.

“Basta de violência contra a mulher. Até quando?”, com JULIANA GERTRUDES MORAES OLIVEIRA, do Coletivo Filhas de Maria, “Inclusão social das mulheres trans”, com LUISA DO PRADO SOUTO, do Coletivo Damas de Paus, de Blumenau, e “Rede Catarina de Proteção à Mulher – a experiência de Blumenau”, com a 2ª TENENTE CARLA BEATRIZ LIMA DE PONTES MEDEIROS, coordenadora da Rede Catarina em Blumenau /10º BPM.

“Vivências do atendimento psicológico na DPCAMI de Caçador”, com ANDRÉ LUIZ BÊBER DE SOUZA, psicólogo, e NICOLLY CURY DA SILVA, estagiária de psicologia; “Cotidiano e desafios da Associação Maria Rosa – AMAR: casa de acolhimento e abrigo de Caçador”, com MIRELA CARLA URIO, assistente social, NEUZELI APARECIDA DA SILVA, psicóloga, KAROL FREIRAS DE OLIVEIRA, assistente social, e MARIZETE FÁTIMA IACZINSKI, assistente social, professora da UNIARP.

“Exposição fotográfica ‘A denúncia’: a arte no enfrentamento à violência”, com PATRICIA NUNES MARTINS, professora de Artes Visuais do IFSC Câmpus Caçador, WESLEY CAETANO LIMA e NATHÁLIA CRISTINA DOS SANTOS, estudantes do curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio, do IFSC Câmpus Caçador, realizadores da obra artística em fotografia “A Denúncia’; “Projeto Gênero, Sexualidade e Educação”, com DIOGO MORENO PEREIRA CARVALHO, professor de Espanhol, e estudante THALIA FARINON, do IFSC Câmpus Caçador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.