Seminário regional vai abordar fim da violência doméstica contra as mulheres

Na véspera do Dia Internacional da Mulher, o “Seminário pelo fim da violência doméstica contra a mulher” vai reunir, no Auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, órgãos como Tribunal de Justiça, Defensoria Pública do Estado, Ministério Público e representantes do governo estadual, além da Federação Catarinense de Municípios e de diversas instâncias da sociedade civil de todo Estado, para debater e costurar um “Pacto Estadual Maria da Penha”.

A realização da Bancada Feminina da Alesc, coordenada pela Deputada Luciane Carminatti, em conjunto com Escola do Legislativo, e com parceria do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim/SC), do Movimento de Mulheres Camponesas, FECAM e movimento 8MBrasil SC. O seminário finaliza um ciclo que percorreu todas as regiões em 2017, ouvindo as demandas em relação ao tema.

O Seminário é gratuito, aberto ao público de todo o Estado, homens e mulheres que desejam atuar no combate à violência. A presença de gestores municipais e estaduais será muito importante para o fortalecimento de uma rede de trabalho.

Onde: Auditório Deputada Antonieta de Barros – Florianópolis/SC.
Quando: 07 de Março.

PARTICIPE! VAGAS LIMITADAS!

Inscreva-se e fique por dentro da programação em ?http://bit.ly/SemViolenciaMulherFpolis

PROGRAMAÇÃO:

SEMINÁRIO REGIONAL “PELO FIM DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA A MULHER”

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER – UM OLHAR ANTERIOR” – GAPA CHAPECÓ – GALERIA MEYER FILHO

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “A DENÚNCIA” – IFSC CÂMPUS CAÇADOR – HALL DO AUDITÓRIO ANTONIETA DE BARROS

08:00 – CREDENCIAMENTO

Intervenção artística do Grupo Madalenas na Luta/Teatro das Oprimidas em SC

09:00 – AUDIÊNCIA PÚBLICA: “COMPROMISSO PELA ASSINATURA E IMPLEMENTAÇÃO DO PACTO ESTADUAL MARIA DA PENHA”
Mesa de abertura: Bancada Feminina da ALESC – Deputadas Estaduais Luciane Carminatti (coordenadora), Ana Paula Lima e Dirce Heiderscheidt; Conselho Estadual dos Direitos da Mulher – Cedim/SC; representante do Governo do Estado de SC; representante da FECAM; Tribunal de Justiça; Ministério Público e Defensoria Pública.

Bancada Feminina da ALESC e Cedim/SC vão apresentar minuta de texto do “Pacto Estadual Maria da Penha”. Governo do Estado, governos municipais, instituições, entidades e coletivos da sociedade civil serão chamados ao debate, compromisso de assinatura e de implementação do pacto.

12:00 – INTERVALO DE ALMOÇO

13:15 – Fala de representantes do 8M BRASIL SC.

13:30 – Mesa 1: Apresentação de experiências de enfrentamento à violência contra a mulher de regiões do Estado com mediação da Bancada Feminina:

“Movimento de Mulheres Camponesas de Santa Catarina: feminismo camponês, agroecologia e luta contra a violência no campo”, com GENECI RIBEIRO SANTOS, ADÉLIA SCHMITZ e LUCIMAR MARGARETE ROMAN, do MMC/SC.

“A resistência das mulheres indígenas”, com KEREXU YXAPYRY, liderança Guarani da Terra Indígena Morro dos Cavalos.

“Narrativas e pluralidade das mulheres negras: relatando outras vivências”, com MARIA DE LOURDES MINA, coordenadora estadual do Movimento Negro Unificado (MNU/SC) e LUCIANA DE FREITAS SILVEIRA, representante das educadoras quilombolas do Projeto de Elevação da Escolaridade do MNU/SC e Associações Quilombolas.

“O olhar da enfermagem para o tema violência contra a mulher”, com DENISE ANTUNES DE AZAMBUJA ZOCCHE, Professora Adjunta Curso de Enfermagem da UDESC Câmpus Chapecó e do Programa de Pós Graduação em Enfermagem-Mestrado Profissional em Enfermagem na Atenção Primária à Saúde MPAPS, SILVANA ZANOTELLI, Professora Adjunta Curso de Enfermagem da UDESC Câmpus Chapecó, MICHELLE KUNTZ DURAND, Doutora em Enfermagem pela UFSC, docente colaboradora do Departamento de Enfermagem da UDESC, e NATANI CORDEIRO BATISTA, acadêmica do curso de Enfermagem da UDESC Câmpus Chapecó.

“Rede Catarina de Proteção à Mulher/Guardiões Maria da Penha de Chapecó: pioneirismo”, TENENTE DÉBORA DOS SANTOS, SOLDADO DAYSE MARA MASCARELLO, SOLDADO ISMAEL DONIZETI PETRUCI JUNIOR e SOLDADO CÂNDIDA DE MARTINI/2º BPM.

“Experiência da Prefeitura de Campos Novos no enfrentamento à violência contra a mulher”, Secretária de Assistência Social de Campos Novos, CELINA MANFROI CASSIANO BARROS.

“A situação da violência e ações de enfrentamento no Planalto Serrano”, com Grupo de Pesquisa, Gênero, Educação e Cidadania na América Latina – GECAL – professoras MARELI ELIANE GRAUPE e JOSILAINE ANTUNES PEREIRA, da UNIPLAC, SUZANE FAITA, historiadora, e ERLI CAMARGO, conselheira do MNDH e do CEDH-SC; e “Transmulheres e relação com as famílias”, com VIVIAN VITÓRIA MELO VARGAS e JOELCI CRISTINA MELO VARGAS, do Grupo Mães da Diversidade, de Lages.

15:30 – INTERVADO – CAFÉ

16:00 – Mesa 2: Apresentação de experiências de enfrentamento à violência contra a mulher de regiões do Estado com mediação da Bancada Feminina:

“Estudantes em ação no enfrentamento à violência contra as mulheres: Projeto DIA LARANJA, Escola de Educação Básica DR. Francisco Isabel, de Mafra”, com professora MÁRCIA GOETTEN RATACHESKI, coordenadora do projeto, FÁBIANA FÁTIMA PLONKOSKI, auxiliar do projeto, e estudantes PAMELA AP. KROCHMALNEI, RAIANE DA SILVA CARDOSO, BRUNO GABRIEL DE OLIVEIRA, CASSANDRA LOPES, GABRIELA STOEBERL, THAMIRES RODRIGUÊS DE OLIVEIRA e TAINARA SCHUMAM ROIK, “Embaixadores do Dia Laranja”.

“Fórum Regional de Debate para o enfrentamento à violência contra as mulheres”, com Vereadora SIMONI ORZEKOVSKI ZAREMBSKI, de São Domingos, KAREM CRISTINA KINTSCHNER, do Coletivo Janete Cassol, de Xanxerê, e BRUNA CRISTINA POMPERMAYER GUGEL, do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Xanxerê.

“Fórum da Diversidade da Grande Florianópolis”, com LIROUS K’YO FONSECA ÁVILA, assistente social, coordenadora geral da ADEH e presidenta do Fórum.

“Conselho Municipal de Direitos LGBT de Florianópolis”, com GUILHERMINA CUNHA, militante e presidenta do Conselho.

“Basta de violência contra a mulher. Até quando?”, com JULIANA GERTRUDES MORAES OLIVEIRA, do Coletivo Filhas de Maria, “Inclusão social das mulheres trans”, com LUISA DO PRADO SOUTO, do Coletivo Damas de Paus, de Blumenau, e “Rede Catarina de Proteção à Mulher – a experiência de Blumenau”, com a 2ª TENENTE CARLA BEATRIZ LIMA DE PONTES MEDEIROS, coordenadora da Rede Catarina em Blumenau /10º BPM.

“Vivências do atendimento psicológico na DPCAMI de Caçador”, com ANDRÉ LUIZ BÊBER DE SOUZA, psicólogo, e NICOLLY CURY DA SILVA, estagiária de psicologia; “Cotidiano e desafios da Associação Maria Rosa – AMAR: casa de acolhimento e abrigo de Caçador”, com MIRELA CARLA URIO, assistente social, NEUZELI APARECIDA DA SILVA, psicóloga, KAROL FREIRAS DE OLIVEIRA, assistente social, e MARIZETE FÁTIMA IACZINSKI, assistente social, professora da UNIARP.

“Exposição fotográfica ‘A denúncia’: a arte no enfrentamento à violência”, com PATRICIA NUNES MARTINS, professora de Artes Visuais do IFSC Câmpus Caçador, WESLEY CAETANO LIMA e NATHÁLIA CRISTINA DOS SANTOS, estudantes do curso Técnico em Administração Integrado ao Ensino Médio, do IFSC Câmpus Caçador, realizadores da obra artística em fotografia “A Denúncia’; “Projeto Gênero, Sexualidade e Educação”, com DIOGO MORENO PEREIRA CARVALHO, professor de Espanhol, e estudante THALIA FARINON, do IFSC Câmpus Caçador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here