Sem teto de Paris: Fiquem em casa!

A secretária de Estado da Saúde da França, Nora Berra, tem enfrentado fortes críticas da população e da imprensa local desde o último sábado. Na ocasião, Nora, cujo cargo equivale ao de uma ministra, publicou um conselho desastrado em seu blog recomendando aos sem-teto “que ficassem em suas casas” para se protegerem do rigoroso inverno que afeta boa parte do continente europeu e já matou dezenas de pessoas.

Dois dias depois, após ser ridicularizada nas redes sociais e pela mídia, ela se complicou ainda mais quando publicou um novo post no blog em que dizia se tratar da íntegra de sua declaração. Nele, o termo “sem-teto” havia sido retirado. Entretanto, o site da revista Le Nouvel Observateur copiou a página com a mensagem original antes desta ter sido retirada do ar, denunciando a manobra.

Leia aqui a matéria da revista.

Link para o blog da ministra.

O original

Em seu comunicado original, ela indicava “as principais medidas a serem adotadas em caso de frio intenso, especialmente sobre as populações mais vulneráveis (sem-teto, crianças, idosos ou portadores de algumas patologias crônicas cardiovasculares, respiratórias e endócrinas)”.

Mais abaixo, no último parágrafo, ela descrevia as recomendações: “Em caso de frio intenso, recomendo às populações mais vulneráveis que evitem sair de suas casas…”. O texto modificado, sem o termo “sem-teto” (sans-abri, no original) foi publicado dois dias depois, na segunda-feira (06/02) e divulgado em sua conta no microblog Twitter.

Redução de danos

Em apoio à reeleição do presidente Nicolas Sarkozy, Berra dividia os últimos dias entre recomendações para o inverno e críticas às propostas apresentadas no setor de Saúde pelo principal candidato de oposição, o socialista François Hollande – favorito nas pesquisas de opinião sobre a corrida presidencial francesa, que ocorrerá entre abril e maio.

Após a gafe, no entanto, ela passou a se comunicar publicamente apenas para se defender. Após mais uma enxurrada de críticas, ela voltou a postar em seu blog pessoal o texto intitulado “Há temas que não se prestam à ironia”, onde afirma que está sendo vítima de uma “falsa polêmica”. No Twitter, disse que sua declaração foi “mal-interpretada”.

Fonte: OperaMundi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.