Sem aval do MP: Juiz que vai julgar Glenn já suspendeu atividades do Instituto Lula

O juiz substituto da 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, Ricardo Leite (Foto: Divulgação/Instituto dos Magistrados Federais)

Ricardo Augusto Soares Leite, o juiz que analisará a denúncia do Ministério Público Federal contra Glenn Greenwald, já mandou suspender as atividades do Instituto Lula e ainda disse que tomou a decisão a pedido do MPF, mesmo sem o órgão ter feito a solicitação.

Essas informações constam em texto do UOL de maio de 2017:

O juiz substituto da 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal, Ricardo Augusto Soares Leite, ordenou a suspensão das atividades do Instituto Lula por conta própria, e não a pedido do MPF-DF (Ministério Público Federal no Distrito Federal), como ele escreveu em despacho divulgado nesta terça-feira (9).

A decisão, divulgada ontem, foi tomada na última sexta (5) no âmbito da ação penal em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é acusado de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato.

No início e na conclusão do despacho, o magistrado diz que deferiu “medidas postuladas pelo MPF”. Datada do dia 27 de março, a manifestação do procurador da República Ivan Cláudio Marx na qual constam solicitações de diligências não contém, entretanto, nenhuma menção ao instituto.

Questionada pela reportagem, a Justiça Federal do DF reconheceu na tarde desta quarta (10), por meio de sua assessoria de imprensa, que “não houve pedido do MPF pela suspensão das atividades do Instituto Lula”.

(…)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.