Segundo IDEB, duas escolas do MST obtém maiores índices na educação básica

O ensino precisa ser reflexo do mundo que queremos construir e esse processo faz toda diferente no aprendizado, explica a coordenação das escolas

Foto: Divulgação MST.

Por Edgi Carvalho.

A Escola Amadeus Carvalho no Assentamento Marrecas, localizada no município de São João do Piauí, ultrapassou as metas projetadas para este ano, tanto no 5º quanto no 9º ano, séries nas quais é aplicada a Prova Brasil realizada a cada dois anos. 

A Escola Sabino Bernardo, no Assentamento Palmares, município de Luzilândia, obteve no fundamental menor 4.8 e no fundamental maior 3.8, notas consideradas acima da média para modalidade

Entenda o IDEB

O Índice de Desenvolvimento na Educação Básica (IDEB) foi criado em 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Segundo informações do portal do Ministério da Educação (MEC), o mesmo funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da educação pela população, por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias.

O IDEB é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente. Logo, as metas estabelecidas pelo IDEB são diferenciadas para cada escola e rede de ensino.

A educação, é uma das principais bandeiras de luta do MST, que busca formas pedagógicas de promover uma educação do campo com mais qualidade e mais participatividade. De acordo com a coordenação das duas escolas do campo com tais taxas de aprovação, o ensino precisa ser reflexo do mundo que queremos construir e esse processo faz toda diferente no aprendizado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.