São Miguel do Oeste/SC: Escola São Miguel Ocupada

São Miguel do Oeste/SC: Escola São Miguel Ocupada

Por Claudia Weinman, para Desacato. info. 

Estudantes da Escola São Miguel, em São Miguel do Oeste/SC, ocuparam a escola ao meio dia desta quarta-feira, dia 16 de novembro. Cartazes foram espalhados em vários ambientes da escola para identificar a ocupação. Essa é mais uma ação legítima, que faz parte do movimento que em todo o Brasil está sendo realizado em mais de mil escolas.

 er

Na tarde de hoje, reuniões foram realizadas, materiais informativos foram entregues a fim de possibilitar a discussão sobre a conjuntura brasileira. Representantes de movimentos populares e sociais, Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), Pastoral da Juventude Rural (PJR), Instituto Federal, estiveram na escola realizando uma visita aos estudantes e prestando sua solidariedade.

15102264_1295348677195313_1343855232_o
Materiais informativos foram levados na escola, para possibilitar o diálogo e a discussão junto com os estudantes.

Para São Miguel do Oeste especialmente, uma região que carrega um simbolismo histórico de lutas populares e sociais, é importante saber que os estudantes seguem refletindo, estudando, mobilizando-se para defender os direitos que são dos estudantes, mas são nossos também, de cada um e cada uma que deveria estar se mobilizando, apoiando a causa da vida.

A ocupação na Escola de Educação Básica São Miguel, além de ser legítima é simbólica. Há muito tempo essa escola foi abandonada pelo Governo do Estado que deixou de cumprir com sua tarefa e fazer os investimentos no local. Os estudantes convivem diariamente com as tais ‘reformas’ que nunca terminam. A educação de qualidade é um direito, e qualidade envolve uma infraestrutura adequada e Educadores/as que sejam de fato comprometidos/as com a Educação.

ocupacao-sao-miguel
Reunião realizada na tarde de hoje, na escola São Miguel, em São Miguel do Oeste-SC. Foto: Angela Bedin.

A situação de omissão do Governo diante dessa obra, é um dos elementos que contemplam a ocupação no local. A luta é também contra a PEC 55/2016 que será votada no Senado em dezembro e se aprovada, deve congelar os investimentos inclusive na educação, área primária e essencial para o ser humano. Os estudantes ainda colocam em pauta na ocupação seu posicionamento contrário a MP 746 que prevê a Reforma do Ensino Médio.

Informações que temos, é de que parte dos representantes da escola se mantem contrários a ocupação. No entanto, é muito bonito ver estudantes tão jovens argumentando, dizendo para seus professores: “Só precisamos de apoio, só isso”, ou então: “Enfrentamentos vamos ter, e o primeiro será aqui dentro mesmo”. Quando ouvimos isso, logo pensamos o quanto vale a pena lutar e apoiar essa juventude que está fazendo luta para mudar o paradigma, que tem refletido e feito o enfrentamento.

Acompanhe o vídeo feito nesta manhã, sobre o início da ocupação:

A ocupação segue no colégio São Miguel. Segundo os estudantes, nesta semana várias conversas devem ser feitas na escola, junto com os estudantes que ainda não aderiram  à ocupação. Eles também esperam solidariedade da comunidade. Ainda hoje, estarão sendo levadas doações de alimentos, colchões e todo material que for necessário para manter a ocupação. As aulas seguem acontecendo na escola.

Fotos: Pedro Pinheiro.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login