Santa Catarina tem 74 municípios infestados pelo Aedes aegypti

Foto: Reprodução

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive), o Estado tem 74 municípios infestados pelo Aedes aegypti. No mesmo período do ano passado, eram 61 municípios infestados. O dado atualizado no início de setembro revela um aumento de 21,3% no número de cidades infestadas pelo mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus.

A Dive esclarece que os municípios infestados pelo mosquito Aedes aegypti são aqueles com disseminação e manutenção do vetor nos domicílios. Ou seja, quando um foco é encontrado nas atividades de vigilância do vetor (realizadas por meio de armadilhas distribuídas nos municípios e por monitoramento de locais considerados pontos estratégicos, como: ferros-velhos, borracharias, depósitos de veículos etc) uma ação de varredura é desencadeada na região, dentro de um raio de 300 metros, para identificar e eliminar recipientes com água nos imóveis, locais onde o mosquito deposita seus ovos.

Além disso, é realizada a coleta de larvas na ação, com o intuito de detectar outros focos. Após dois meses dessa atividade inicial, retorna-se à área para fazer identificação e eliminação de recipientes com água. Caso novos focos forem encontrados, o local passa a ser considerado infestado. O município só deixa de ser considerado infestado após um período de oito meses sem a identificação de novos focos na área.

Informações adicionais para a imprensa:Patrícia Pozzo e Cristina Schulze
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica
Secretaria de Estado da Saúde
(48) 3664-7406
(48) 3664-7440
www.dive.sc.gov.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.