Reunião em Solidariedade ao Povo Palestino

Nesta reunião – aberta a todas as organizações, sindicatos, movimentos sociais e pessoas comprometidas com os direitos humanos – vamos fazer um balanço dos atos e campanhas em solidariedade ao povo palestino do primeiro semestre de 2018 e elaborar o calendário de lutas para os próximos meses.

No último mês o exército israelense executou dezenas e feriu milhares de manifestantes desarmados. Sobre as execuções o filósofo Vladimir Safatle afirmou que o governo de Israel transformou o assassinato de palestinos em uma espécie de “direito natural” seu, a pretexto de autodefesa. “De fato, matar um palestino parece que se transformou em uma espécie de direito natural do governo israelense em suas operações de ‘autodefesa’ contra populações de territórios ilegalmente ocupados, murados, isolados e sem nenhuma previsão plausível de desocupação”.

Os palestinos protestam contra o bloqueio e ocupação da Faixa de Gaza e por seu direito de retorno.

Mais do que nunca, devemos demostrar nossa solidariedade ao povo palestino, o qual segue resistindo heroicamente, todos os dias, e tem esperança de que a solidariedade internacional ajudará a pressionar por sua liberdade, igualdade e justiça. No Brasil nossa responsabilidade é imensa: nosso país é o quinto maior importador de armas israelenses, as quais são utilizadas contra pobres, negros e movimentos sociais no Brasil depois de terem sido testadas sobre os corpos e território palestinos.

Convidamos a todas e todos, indivíduos e organizações, a participarem desta plenária para elaborarmos ações conjuntas e articular um calendário de atividades e campanhas para o segundo semestre, escutando o chamado palestino por BDS.

Podemos divergir sobre muitos aspectos da política brasileira e internacional, mas mais do que nunca devemos atuar em unidade ao redor do chamado palestino. Escutar o povo palestino é o primeiro passo para uma solidariedade internacional efetiva; o segundo é conectar nossas lutas; e o terceiro: nos organizar!

ONDE? Rua da Glória, 152, Sé (4ºANDAR)
QUANDO? Segunda-feira dia 11.06, às 19h30

<<O que é o movimento de BDS?
Através de de campanhas que buscam romper os vínculos de cumplicidade institucional – econômica, política, militar, cultural e acadêmica – com as violações israelenses, nós buscamos pressionar Israel a respeitar o direito de retorno das refugiadas e refugiados palestinos, terminar com a ocupação da Cisjordânia e Faixa de Gaza, e pôr fim ao regime de discriminação institucional contra as palestinas e palestinos que vivem dentro de Israel. >>

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.