Repúdio à decisão liminar da justiça contra Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais no Oeste Catarinense

Publicado em: 29/11/2017 às 09:24
Repúdio à decisão liminar da justiça contra Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais no Oeste Catarinense

A Frente Brasil Popular – Planalto Serrano vêm manifestar seu repúdio à decisão da Justiça Federal de Chapecó, que em decisão que atende o interesse particular em detrimento do interesse público, decidiu por liminar a expulsão das famílias que vivem e trabalham no Assentamento Marcelino Chiarello, em Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina.

É importante destacar que as terras nas quais as famílias estão vivendo e produzindo estão em nome do INCRA, órgão responsável pela reforma agrária, mas tinha sido INVADIDA pela empresa SEMENTES PREZZOTTO.

As 180 famílias que moram na terra produzem alimentos para subisistência. São mulheres, homens e crianças que estão sendo colocadas para fora de seus lares em nome da iniciativa privada, que usurpou terra destinada para o fim de assentamento de agricultores.

E mais uma vez a Polícia Militar do Estado de Santa Catarina mostra que serve como braço ideológico de um estado servil e subjugado pelo poder do capital, se armando e agindo de forma belicosa contra seres humanos.

E é neste sentido que a Frente Brasil Popular – Planalto Serrano vem prestar solidariedade às famílias e denunciar os rumos de uma justiça que vem se mostrando cada vez mais subordinada e entregue aos interesses particulares do que ao que a JUSTIÇA propriamente dita, seguindo uma lógica de decisões tomadas liminarmente no Brasil afora, como aconteceu ontem na cidade de Marabá (PA), onde centenas de famílias foram expulsas de suas terras com a mesma truculência.

Por mais Democracia!
Por mais Direitos!
Pela Reforma Agrária e em nome da VIDA!

Frente Brasil Popular – Planalto Serrano.

Fonte: Frente Brasil Popular.

Foto de Capa: Edivandro Luiz Frare.

Deixe uma resposta