Renata Souza recebe ameaça de morte: “Você fala demais, foi por isso que Marielle morreu”

“A gente já perdeu uma parlamentar importante no Rio e precisa que as autoridades possam investigar e que tragam uma resposta contundente em relação a esses criminosos”, disse a deputada

Foto: Agência Brasil

Por Julinho Bittencourt.

A deputada estadual Renata Souza (Psol-RJ) registrou, nesta segunda-feira (21), boletim de ocorrência na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) após ter recebido ameaça de morte na última semana.

De acordo com nota emitida pela assessoria da deputada, “o agressor ameaçou a vida da parlamentar e disse ‘você fala de mais (sic)… vai perder a linguinha”. No mesmo post, o homem escreveu: “por isso que Marieli (sic) morreu”.

A deputada chegou à DRCI acompanhada de dois assessores pouco depois das 10h30: “São ameaças que atentam contra a minha vida, e isso é muito grave, afinal de contas eu sou presidente da Comissão de Direitos Humanos, que trabalha com vários temas graves de violações. Não podemos subestimar qualquer tipo de ameaça. Essa é uma ameaça que, inclusive, cita a Marielle. A gente já perdeu uma parlamentar importante no Rio e precisa que as autoridades possam investigar e que tragam uma resposta contundente em relação a esses criminosos”, disse.

De acordo com a deputada o objetivo das mensagens é tentar calar sua voz.

Você pode gostar

¡Conseguir este tesoro es imposible! Demuestra que nos equivocamosHero Wars

“O teor é, basicamente, tentando me silenciar. Falam que já aconteceu com a Marielle e vai acontecer com outra pessoa. O teor traz uma questão de ‘falar demais’. Uma parlamentar que foi eleita para falar, parlar é igual a parlamento, da fala. Estou sendo ameaçada e cerceada. Minha atribuição enquanto legisladora está sendo ameaçada. Isso é uma ameaça à democracia”, afirmou.

“Foi uma mensagem, e eu preciso que a polícia investigue. Espero que eles me deem resposta. Afinal de contas, existe um trabalho contundente à frente da comissão. Nenhum tipo de ameaça deve ser subestimada”, alertou Renata.

Ela disse ainda que falou “com o secretário da Polícia Civil (Allan Turnowiski), com o governador (em exercício Cláudio Castro) e com o presidente da Alerj (André Ceciliano) sobre a ameaça. Todas as autoridades estão avisadas. Eles se solidarizaram e se colocaram à disposição”.

Ao final, Renata disse que “está analisando” a possibilidade de reforçar a sua segurança.

Com informações do Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.