Reitor Pró Tempore do IFSC, Dala Possa, denunciou coordenador do Sinasefe

Reitor do IFSC tenta censurar sindicato

Por Luciano Faria e Daniel Agustin Pereira.

O Reitor Pró Tempore do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), André Dala Possa (foto de capa), denunciou o Coordenador da Seção Sindical do Sinasefe (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica), Odemir Vieira, na Polícia Federal. Ele não gostou das faixas, dos outdoors e das imagens que ilustram as diversas publicações do sindicato sobre o processo de intervenção no Instituto e, por isso, resolveu pedir à autoridade policial a censura das peças, muitas delas já retiradas das ruas, por força de contrato com as empresas de publicidade.

No documento, o Delegado da PF em Santa Catarina, Clovis Roldão Machado de Barros, comunica a instauração do inquérito Policial nº 2020.0054746-SR/PF/SC, “em razão da representação formulada pelo Senhor Reitor” do IFSC, diante de fatos que supostamente poderiam configurar crime de injúria e de difamação. O documento enviado à casa do professor aposentado, Odemir Vieira, não cita o Sinasefe em nenhum momento.

Por meio de sua assessoria jurídica, a diretoria do sindicato afirmou que vai primeiro tomar conhecimento do inteiro teor do inquérito policial, para depois tomar as medidas cabíveis no caso.

Em resposta à atitude do Reitor Pró Tempore, a Seção IFSC do Sinasefe disse também, em nota, que esse tipo de postura só reforça o compromisso do sindicato com a luta em defesa da democracia e autonomia da Instituição e, por isso, seguirá firme junto à comunidade escolar, reivindicando a imediata nomeação e posse do Reitor eleito. “O Sinasefe defende a mais ampla liberdade de expressão e não vai se calar diante de posturas autoritárias que, ao contrário do que alega o interventor do IFSC, só reforçam ainda mais sua imagem de representante do governo Bolsonaro, o qual dispensa maiores adjetivos e apresentações”, declarou o Coordenador da Seção, professor Odemir Vieira.

“A ação do interventor Dala Possa ilustra como pensam e agem aqueles que desrespeitam a democracia: se fazem de vítimas e atuam nas sombras para censurar as manifestações legítimas da comunidade. Está sendo assim em relação à tentativa de proibir essa manifestação legítima do sindicato dos trabalhadores e também vem sendo assim em relação às medidas tomadas, desde o ano passado, para impedir que a comunidade acadêmica tenha um novo reitor eleito nas urnas”, destaca o professor Maurício Gariba Júnior, reitor eleito em 2019 que luta na justiça pelo direito de assumir o cargo.

Mais informações em www.sinasefe-sc.org.br

Imagem tomada de: UFSC à Esquerda

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.