Rei Juan Carlos vem aí, já avisei à Juno para não andar na rua

Por Milton Ribeiro.

Minha cachorra pastor alemão, a Juno, é adestrada, mas acho que ela não entendeu quando lhe disse para se cuidasse, afinal, o Rei matador de animais vem aí. Enquanto a Espanha debatia-se com a crise, há algumas semanas o rei mandava um elefante calar-se na África, conforme a bela e macha foto abaixo.

Na juventude, o pobre Juan Carlos matou um irmão num episódio de Caim e Abel muito mal explicado. Alfonso veio a falecer devido a um acidente envolvendo uma arma na Villa Giralda, a casa de veraneio da família no Estoril, em Portugal. Foi um acidente, dizem, mas há dúvidas. A arma estava sendo manuseada por Juan Carlos no momento do acidente. O tal irmão era o predileto de D. Juan (o então rei exilado da Espanha), que ficou destroçado pela perda. Sua mãe, dona Maria, caiu doente, em depressão. No velório do filho, o rei, arrasado, ainda insistiu: “Jura que você não o matou de propósito?”. Mesmo com a morte do irmão, Juan Carlos, o filho superficial, “incapaz de ler um livro”, segundo familiares, segue matador, amante das armas. Assim, meio que renegado pelo pai, o jovem Juan tornou-se filho adotivo de um grande homem, o ditador Francisco Franco…

Esta flor de pessoa, na minha opinião um verdadeiro imbecil, chega ao Brasil amanhã, em visita oficial.

Fonte: http://www.sul21.com.br/blogs/miltonribeiro/

Foto da capa: EPA

1 COMENTÁRIO

  1. Todo calhorda como esse, ou seja, qualquer rei, presidente, senador, deputado, vereador, governador, prefeito, etc, deveria ser posto abaixo, não há dúvidas. Mas, me pergunto se quem escreveu esse texto, come carnes (de bovinos, de galináceos, de peixes, etc)… por que, assim, pode não matar ele mesmo, contudo, sem dúvidas, paga para matarem e essa morte não é indolor. Talvez, o autor seja um especista seletivo, desaprove a caça, mas não olhe para seu próprio prato… Espero q não…

    Para quem não sabe, especismo é um termo criado em analogia com outros como racismo ou sexismo. Seu sentido diz daquele que age movido pelos interesses de sua própria espécie em detrimento das outras. Assim como o branco em relação ao negro, como o homem em relação a mulher… Com exceção, talvez, de lugares muito remotos em que as fontes alimentares são escassas, não temos desculpas, hoje, para causar sofrimento aos animais. Nem no prato,nem transformá-los em roupas, em entretenimento e muito menos fazer testes laboratoriais (cosméticos, farmacológicos, etc) – a maior fraude científica do século, como alguns têm mostrado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here