Reflexões do momento político atual

Ilustração: Brum

Por Valmir Vilmar de Sousa (Academia de Letras do Brasil, seccional são José).

A priori sou um democrata nato em todos os sentidos, seja politica, religiosa, futebolística, raças opções sexuais e por aí afora. Sempre pautei minha vida em princípios éticos, morais, evidente que não somos santos, eu não seria diferente. Há momentos na vida que nos traímos a nós mesmos, seja numa relação emocional, conjugal, familiar, social, profissional, etc., porém o que tenho vivenciado nestes últimos tempos no nosso Brasil é praticamente inadmissível. Algumas pessoas colocaram no lixo seus princípios éticos cristãos, quando através da rede social que deveria ser um canal para disseminar o amor, a compaixão, o perdão, a tolerância, o respeito para com o diferente, justamente fazem o contrário disseminando o ódio, a ira, a intolerância, alguns chegam ao cúmulo de justificar tal atitude em nome de Deus, Jesus etc. Penso estar havendo um grande equívoco por parte destas pessoas, afinal estamos num processo eleitoral e independentemente do candidato vitorioso temos de aceitar e torcer para que o mesmo faça um bom governo, pois se assim acontecer todos nós seremos beneficiados. Claro que alguns têm uma posição definida, no caso eu vou de Haddad, no entanto cada qual com suas verdades, porém sem agredir o outro que pensa diferente. Eu particularmente quero um Brasil melhor para todos, não somente para mim e minha família. Não devemos olhar somente para o nosso umbigo. Não somos uma ilha perdida no horizonte das águas, e sim um país continental rico em sua cultura, crenças religiosas, etnias. O sulista é Brasil, o nordestino é Brasil, o nortista é Brasil, o Centro-oeste é Brasil, o sudeste é Brasil. Sejamos mais cristãos em nossa prática respeitando cada um em sua somatória não em sua divisão. Nosso país não é somente verde e amarelo e sim de todas as cores, casualmente nossa bandeira se destaca o verde e amarelo, mas temos o azul anil, o branco da paz, o vermelho na bandeira de nosso estado (Santa Catarina) se destaca, o preto na bandeira do paulista, o azul mato-grossense. Dos 27 estados, 12 levam a cor vermelha em suas bandeiras, 14 levam o verde, 16 levam o amarelo, 19 levam o azul, 20 levam o branco. Vejam como somos ecléticos em nossas cores, e me parecem que não temos nenhum estado seja socialista ou comunista por levarem o vermelho em suas flâmulas. Um parente nosso foi a Oktorberfest, e por estar usando uma camisa e boné vermelho da Ferrari foi molestado por um grupo de pessoas dizendo a ele que a partir de hoje ninguém mais usaria camisas de cor vermelha. Alerta para nós refletirmos o que estamos e como estamos passando as informações deturpadas que chegam até nós. O fanatismo existe em todas as esferas da política partidária, esfera religiosa, futebolística e etc. Conclamo as pessoas de bem, de discernimento que evitem repassarem informações infundadas e cada um façamos a nossa parte baseada nos verdadeiros ensinamentos de Cristo Jesus, que é o amor, perdão, tolerância, compaixão. No dia 28 próximo cada um deposite na urna sua indignação conforme o entendimento de cada um, porém evitem destilar o ódio para com os seus. Namastê.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.