Racismo: Homem é expulso da piscina de seu próprio condomínio nos EUA

Por Redação.- Mais um caso envolvendo possível ato de racismo nos Estados Unidos viralizou nas redes sociais. Na última quinta-feira (5), Shayne Holland postou em seu Twitter o vídeo que gravou de uma situação ocorrida na piscina de seu condomínio em Keystone, Indianápolis (EUA).

De acordo com o site local IndyStar, ele estava relaxando na piscina de seu condomínio após fazer exercícios quando foi abordado por uma policial de folga, que não teve o nome divulgado. Segundo a reportagem, ela perguntou a Holland se ele era morador do complexo de apartamentos. Ao responder que sim, a policial teria, então, perguntado em qual apartamento. “Eu não te conheço e você não se identificou, eu não preciso dar o meu endereço para uma pessoa que eu não conheço”, teria respondido. Ainda assim, ele teria mostrado a chave do seu apartamento e que dá acesso à área da piscina.

A policial de folga, então, teria contatado a administração do condomínio, e foi aí que Holland começou a filmar com o celular.

Instantes depois aparece na piscina a síndica do prédio, que cumprimenta Holland pelo nome. Quando o morador achou que a perturbação havia acabado, eis que a síndica endossa a ordem da policial para que ele se retirasse da piscina. De acordo com o morador, a síndica teria justificado sua ordem pelo fato de ele não ter respondido a pergunta da policial. Holland enfatizou ainda, em suas postagens, que ele e seus amigos não estavam fazendo barulho e que nenhuma pessoa branca da piscina recebeu a mesma abordagem.

O caso viralizou e já tem mais de 30 mil compartilhamentos no Twitter. Após a repercussão, a empresa que administra o condomínio, Barrett & Stokely, informou à imprensa local que demitiu a síndica que proibiu o morador de permanecer na piscina.

Confira.

*Com IndyStar,

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.