Porta dos Fundos trata questão séria com humor

Publicado em: 28/04/2014 às 07:51
Porta dos Fundos trata questão séria com humor

viral-divulgacaoCom média superior a 1 milhão de visualizações, websérie tem personagem com Aids como protagonista

Por Guilherme Almeida.

Nesse sábado (26), às 19h, foi ao ar o episódio final da primeira websérie do canal Porta dos Fundos. Com o título “Viral”, a história teve a Aids como pano de fundo. Os quatro vídeos, de 15 minutos cada, contam a trajetória de Beto, vivido por Gregório Duvivier. Ao descobrir que é soropositivo, ele começa uma jornada para conversar com todas as mulheres com quem teve relação sexual.

A trama tinha tudo para ser dramática, mas o resultado é bem próximo ao das esquetes humorísticas já consagradas pelo grupo. Alguns dos vídeos mais populares do Porta dos Fundos chegam a ter mais de dez milhões de acessos no YouTube, tornando este o principal canal brasileiro de humor na internet. Em “Viral”, o roteiro é de Fábio Porchat, que também divide a atuação com Duvivier. A direção fica por conta de Ian SBF.

O deboche ao preconceito é o objetivo dos vídeos. O humor não soa desrespeitoso aos portadores do vírus HIV. Inclusive, chega a ter tons educativos em ocasiões como a que Rafa (Porchat), amigo de Beto (Duvivier), mostra domínio do assunto e lembra ao colega que ele deve beber muito líquido e tomar o antiviral diariamente sempre no mesmo horário.

“A gente não está rindo de quem tem aids, mas das situações”, explica Ian SBF em entrevista ao Estadão. “É um tema difícil e, por isso, achei interessante. Não temos temas proibidos, já falamos de tabus, de religião. Claro que, nessas situações, tomamos um cuidado triplo”, afirma Duvivier. Entre as fontes e parceiras para a produção de “Viral”, está a Unaids (Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids).

O público parece ter aprovado a websérie. Na página do Facebook do Porta, que tem mais de um milhão de curtidas, a maioria dos comentários é positiva. Um deles é de Lucia Hso: “Minha mãe tinha HIV, faleceu quando eu tinha 6 anos , meu pai viveu por mais 19 anos com o vírus e muito bem! É bom vê-los tratando de um assunto tão importante com tanta leveza e humor! Estou adorando! Parabééééns!”

Mais três séries como esta tem previsão de lançamento para este ano. Os roteiristas do Porta já adiantaram que a Copa do Mundo e as eleições prometem dar boas ideias.

Todos os episódios de “Viral” podem ser vistos pelo canal do Porta dos Fundos na internet: www.youtube.com/user/portadosfundos.

Fonte: Brasil de Fato.

Deixe uma resposta