Por que os trabalhadores não fazem greve contra Nicolás Maduro?

Publicado em: 19/07/2017 às 09:11

Por Beto Almeida.

Por que não existem greves de trabalhadores contra o governo de Nicolás Maduro na Venezuela? Esta é uma pergunta que os noticiários da TV Globo e jornais brasileiros não fazem, porque ficaria claro o apoio dos trabalhadores, dos sindicatos e dos movimentos sociais ao governo bolivariano.

Por que a oposição a Maduro não convoca greves, mas apenas realiza manifestações com o uso de violência extrema, provocando, inclusive, incêndios de hospitais públicos, escolas e depósitos de alimentos? Por que prefere gerar o caos, passando ao mundo a imagem de que haveria ingovernabilidade, para o que promove o desabastecimento de alimentos, escondidos pelos grandes empresários, para gerar mal-estar político contra Maduro. Com estas ações planejadas e dirigidas por cidadãos financiados por entidades dos EUA, querem produzir um pretexto para uma intervenção externa.

No entanto, o governo Maduro resiste e acaba de aumentar o salário dos funcionários públicos, o valor do salário mínimo e organiza uma distribuição de alimentos para as classes populares, a preços tabelados, com o apoio dos militares. E assim, vai assegurando todas as conquistas populares que foram alcançadas durante os governo Chávez, razão essencial dos ataques que sofre.

Contestando a informação falsa de que Maduro é um ditador, o governo convocou o povo para eleger, pelo voto direto, uma a Assembleia Nacional Constituinte, buscando evitar confrontos e priorizando o caminho democrático do diálogo, aprofundando as transformações que levaram a Venezuela a ser uma Pátria Independente e Soberana.

Fonte: Pátria Latina.

Deixe uma resposta