Plataforma SalvoVidas ajuda HU a manter estoque de sangue

O hemocentro do Hospital Universitário (HU) agora conta com a ajuda da plataforma salvovidas.com para ajudar a manter o estoque de doações de sangue. Neste site os interessados em colaborar cadastram-se e recebem por e-mail um alerta quando o seu tipo sanguíneo é necessário.

SalvoVidas.com é um projeto de Rafael Oki, engenheiro pela UFSC, que em 2016 conseguiu cadastrar mais de 1.500 interessados por meio do Trote Solidário do CTC e do Banco de Sangue. Você pode se cadastrar aqui. É simples e leva menos de um minuto.

sem-titulo

 

A doação não apresenta nenhum risco, não é não apresenta nenhum risco, não é necessária internação e o sangue retirado não faz falta para o doador. Cada coleta retira em média 400 ml de sangue, que o organismo repõe no mesmo dia. É importante estar bem alimentado e ter dormido ao menos seis horas na noite anterior. Todo o material usado no procedimento é descartável, o que elimina riscos de contágio.

O doador deve:

– trazer documento com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);

– estar bem de saúde; ter entre 16 e 69 anos, 11 meses e 29 dias (jovens de 16 e 17 anos devem estar acompanhados de um responsável legal); pesar mais de 50 Kg”.;

– não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação.

Impedimentos temporários:

– Febre, gripe ou resfriado;

– Gravidez, puerpério: parto normal, 90 dias; cesariana, 180 dias;

– Uso de alguns medicamentos;

– Pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis.

Prazos de impedimentos:

– Gravidez, puerpério: parto normal, 90 dias; cesariana, 180 dias. Se estiver amamentando, aguardar 12 meses após o parto para doação.

– Extração dentária: 72 horas;

– Ingestão de bebida alcoólica 12h a 24h antes da doação”;

– Transfusão de sangue: 1 ano;

– Tatuagem e piercing: 6 meses a 1ano;

– Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina.

Impedimentos definitivos:

– Hepatite após os 10 anos de idade;

– Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;

– Uso de drogas ilícitas injetáveis;

– Malária.

Fonte: Cotidiano.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login