Plano Diretor: discutir mobilidade e evitar mais ameaças aos ecossistemas

1111111111111Por Lino Peres.

Várias entidades e organizações estão se unindo em prol da cidade e nesta segunda-feira, a partir das 15 horas, fazem Ato Político-Cultural contra a aprovação do Plano Diretor. O Ato será na frente da Câmara de Vereadores de Florianópolis.

Há várias questões pendentes neste período pós-sanção da lei do Plano Diretor e que devem ser urgentemente debatidas, como:

– os 6 projetos específicos (mapa das condicionantes ambientais, mobilidade urbana e outros);

– a forma de utilização das grandes áreas ou glebas que ficaram como Área de Urbanização Especial e Operação Urbana Consorciada, que, no Plano Diretor, não tem seu uso definido. Isso significa que correm o risco de serem usadas como novas áreas de especulação imobiliária, sem que seja priorizado o interesse da população;

– a forma de utilização dos dois Aterros, Centro e Saco dos Limões, hoje com uso diverso, sem projeto integrado, devendo, para isso, ser feito amplo debate público e posterior promoção de concurso de ideias para os projetos;

– rever, no Plano Diretor, a verticalização (prédios altos, até 16 pavimentos, sem prévia infra-estrutura em várias regiões);

– previsão de uso residencial em áreas de preservação permanente, ferindo as leis ambientais e ameaçando a vegetação e os ecossistemas.

Fonte: Blog do professor Lino Peres.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.