Plano de demissões voluntárias do Bradesco prenuncia aplicação da nova legislação trabalhista?

Publicado em: 14/07/2017 às 10:33

O Bradesco larga na frente: anuncio de demissões logo após a aprovação e sanção da nova legislação trabalhista, que tira direitos dos trabalhadores, só pode significar que o Banco vai incentivar a saída de centenas ou até milhares de bancários contratados pelas regras antigas e s bobear, vai recontratá-los sob as novas regras, pagando menos e em alguns casos, até terceirizando-os e jogando todos os ônus e encargos nas costas do trabalhador. Pela baixa mobilização da classe Trabalhadora contra esta aberração votada pelo congresso e sancionada por Temer, esperamos que Juízes e procuradores do Trabalho tomem a si a tarefa de explicar a tragédia para a qual caminham os trabalhadores brasileiros, com a total flexibilização e até liquidação de direitos trabalhistas. (Comentário do Blogueiro Luiz Muller)

Bradesco arranca na frente: Vai aplicar nova legislação e trocar assalariados por horistas.

Deu nos Jornais: Bradesco anuncia plano de demissão voluntária (A matéria a seguir é do Estadão)

Banco informou ao mercado que pretende fazer plano especial de desligamento, mas não deu detalhes

Bradesco
Banco não informou quantos funcionários pretende desligar Foto: Daniel Teixeira/Estadão

O Bradesco anunciou nesta quinta-feira, 13, um Plano de Desligamento Voluntário Especial, com início hoje.

O comunicado enviado ao mercado não traz detalhes sobre o motivo de ser denominado “especial”, nem a quantidade de funcionários, áreas ou meta financeira pretendidos.

Diz apenas que “poderão aderir os funcionários da Organização Bradesco que preencherem os requisitos estabelecidos no regulamento”.

Ainda conforme a nota, a implementação do PDV “não afetará o elevado padrão de qualidade dos serviços prestados aos seus clientes e usuários, em todas as localidades em que atua.”

O banco informou à reportagem que não fará comentários adicionais sobre o plano.

 

Fonte: Luiz Muller.

 

Deixe uma resposta