PL que institui produção orgânica de alimentos é protocolado em Florianópolis

Publicado em: 15/03/2017 às 14:10

Projeto de Lei que institui a política municipal de agroecologia e produção orgânica é protocolado na câmara de vereadores de Florianópolis, Santa Catarina.

PL que institui produção orgânica de alimentos é protocolado em Florianópolis

Por Flora Neves.

A Política Municipal de Agroecologia e Produção Orgânica – PMAPO é instituída com o objetivo de integrar, articular e adequar políticas públicas, programas e ações indutoras da transição agroecológica e da produção orgânica e de base agroecológica, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida da população, por meio do uso sustentável dos recursos ambientais e da oferta e o consumo de alimentos saudáveis, de origem animal e vegetal. A ideia é incentivar cada vez mais a agricultura urbana em Florianópolis, com a disseminação de hortas, a compostagem dos resíduos orgânicos e produções orgânicas. O projeto de lei é uma demanda antiga de diversas entidades e órgãos que discutem o tema na cidade.Todos foram chamados e contribuíram para a construção dessa política de forma colaborativa.

Para a ocasião, o vereador proponente do projeto de lei, vereador Marquito – Marcos José de Abreu (PSOL), convidou os pesquisadores e doutores em agroecologia, o chileno Miguel Altieri, e a colombiana Clara Nicholls, para ministrar uma palestra com o tema “Agroecologia: assegurando a produção agrícola rural e urbana em meio às mudanças climáticas”.

Dr. Altieri e Dra. Clara abordaram sobre os desafios de se manter a produtividade agrícola diante de eventos naturais estremos, como, por exemplo, áreas que sobrem com frequentes inundações ou com a seca.

E que através de técnicas agroecológicas foi possível comprovar que produções de espécies nativas, orgânicas e crioulas, são muito mais resistentes a eventos climáticos que espécies geneticamente modificadas.

Mostrando que não é apenas no discurso que possui uma conduta ecológica, o vereador Marquito aproveitou a ocasião para inaugurar em seu gabinete um Espaço Agroecológico. Este espaço que foi também construído a muitas mãos, com a ajuda de um grande grupo de pessoas que o apoiaram durante a eleição e o trouxeram ao legislativo.

O Espaço Agroecológico conta com um banco de trocas de sementes criolas e orgânicas, além de uma biblioteca com as temáticas socioambientais, direito sociais. Conta também com uma TV de compostagem, um minhocário e uma composteira , em que os visitantes poderão didaticamente conhecer o processo e alternativas para a compostagem de seus resíduos orgânicos.

Fonte: Midia Ninja

Deixe uma resposta