Pernambuco caminha para “aceleração descontrolada” e já tem 73% das UTIs ocupadas

Secretaria de Saúde projeta que pico de casos inicia durante abril e se estende até o fim de maio.

A preocupação dos profissionais de saúde tem sido a taxa de ocupação dos 280 leitos disponíveis para casos de coronavírus – SES/PE

Por. Vanessa Gonzaga

“Serão dois meses duríssimos para a saúde pública de Pernambuco e para a sociedade pernambucana. Precisamos fazer a nossa parte”. Assim o secretário de Saúde do estado, André Longo, prevê a entrada na fase de “aceleração descontrolada” dos casos de coronavírus. Essa é a segunda fase das quatro definidas pelo Ministério da Saúde, que são: transmissão localizada, aceleração descontrolada, desaceleração e controle.

Na tarde da segunda-feira (6), foram confirmados mais 22 casos da doença, aumentando o número para 223 em todo o estado. Pela primeira vez, o número de óbitos é maior do que o de recuperados, sendo 30 mortes e 25 casos de cura clínica. Nessa fase de aceleração descontrolada, a preocupação dos profissionais de saúde tem sido a taxa de ocupação dos 280 leitos voltados estritamente para casos de pacientes com coronavírus. Do total de novos leitos voltados ao atendimento de pacientes com covid-19, 73% já estão ocupados e dos leitos de enfermaria, 57% estão sendo utilizados.

É também de Pernambuco o caso de pessoa mais jovem que morreu no Brasil até o momento por complicações causadas pela covid-19. O adolescente de 15 anos era morador de São Lourenço da Mata, na região metropolitana de Recife, apresentou os primeiros sintomas em 20 de março e morreu sete dias depois. A confirmação do contágio pelo vírus saiu apenas no domingo (5).

No Brasil, vem se tornando comuns os casos de morte de jovens saudáveis, sem nenhuma comorbidade, assim, como caso das gestantes e puérperas, que foram incluídas como grupo de risco. Uma das 30 mortes em Pernambuco foi a de Viviane Albuquerque. A fisioterapeuta de 33 anos estava na 32ª semana de gestação, teve o diagnóstico confirmado na última quinta (2) e veio a óbito no domingo (5), foi feita uma cesariana de emergência para salvar o bebê, que teve uma parada cardíaca e agora está internado em UTI neonatal.

Municípios e bairros 

Atualmente, a capital Recife é a residência de 65% dos casos diagnosticados, com 146 casos. Mais 16 municípios têm casos confirmados: Jaboatão dos Guararapes (15), Olinda (11), São Lourenço da Mata (7), Camaragibe (7), Fernando de Noronha (7), Cabo de Santo Agostinho (5), Paulista (5), Caruaru (5), Paudalho (2), Petrolina (2), Cachoeirinha (1) Caruaru (1), Lagoa do Carro (1), Palmares (1), Belo Jardim (1), Ipubi (1) Aliança (1), Goiana (1), além de três pacientes de outros e estados e mais três de outros países.

Saúde

Um dos maior gargalos causados pela superlotação no sistema de saúde é a falta dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Para evitar o desabastecimento, o governo anunciou que enviará 1,2 milhões de de EPIs para 52 unidades da rede estadual de saúde. Os kits são compostos por água sanitária, álcool em gel, capotes, gorros, sapatilhas, luvas, óculos cirúrgicos e máscaras.

Para diagnosticar com antecedência os casos de profissionais da saúde infectados, será realizada testagem nos servidores com sintomas suspeitos da covid-19 que atuam nas UTIs, emergências, enfermarias, na Atenção Primária e nos técnicos que realizam a coleta de amostras biológicas.

Além disso, o Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco (Lafepe) iniciou produção de álcool em gel. Serão produzidas cerca de 70 toneladas ao longo do mês de abril e a expectativa é aumentar a produção para chegar a 110 toneladas para atender os hospitais públicos estaduais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.