Parlamento Centro-americano aprova criação de um Banco Regional de Alimentos

O Presidente do Parlamento Centro-americano, deputado José Antonio Alvarado Correa, anunciou em Manágua a aprovação de uma resolução mediante a qual se recomenda aos presidentes e chefes de Estado da região ístmica e insular a criação de um  Banco Regional de Alimentos para enfrentar os efeitos das transformações climáticas e da seca. 

O Parlacen trabalha justamente para apresentar sugestões importantes na implementação de uma política se segurança alimentar e nutricional para toda a Meso-América, buscando contribuir na proteção da população camponesa que habita o corredor seco da região. 

A proposta do Banco visa contar com uma reserva  de alimentos fortificados para aliviar a fome de uma ampla população centro-americana que se vê afetada pela seca e pelas inundações frequentes que provocam danos irreparáveis a seus cultivos, bem como a perda de colheitas que aprofundam a fome e a desolação. 

A resolução foi muito bem recebida pelos representantes da FAO na cidade da Guatemala, e eles estão dispostos a respaldá-la por considerar que é de grande ajuda no combate à pobreza. 

A América Central ístmica e insular é a região mais débil no planeta frente às mudanças climáticas, e isso requer a criação de políticas públicas de segurança alimentar e nutricional para reduzir o impacto negativo, afirma o presidente do Parlacen, José Antonio Alvarado Correa.

Foto: Reprodução/IELA

Fonte: IELA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.