Ocupar sem temer: Organizar resistência estudantil em defesa da educação!

Carta da ocupação da UNEB ao Movimento Estudantil Brasileiro.

uneb-2

As e os estudantes brasileiros/as já são hoje um importante pólo de resistência aos ataques do ilegítimo governo de Temer, com bastante organização. Hoje a juventude, tem sido um dos principais setores a protagonizar os atos pelo Fora Temer.

Esse governo veio com uma missão nítida: destruir nossos direitos conquistados com muita luta. É preciso avançar ainda mais na unidade, resistência e luta contra as medidas reacionárias adotadas pelo atual desgoverno.

Ontem à noite se iniciou a ocupação da reitoria da UNEB, no campus Salvador, contra a PEC do Fim do Mundo (241). A ocupação foi construída a partir da luta dos e das estudantes contra esse ataque que têm se ampliado na universidade também por outros campi, a exemplo de Juazeiro e Senhor do Bonfim.

Desde a semana passada a educação brasileira se levantou contra o projeto de ensino de Temer, seja no básico ou superior. A exemplo disso, temos como referência de luta os estudantes secundaristas do Estado do Paraná, que desde então já vem ocupando mais de 700 escolas e reacendendo a chama das ocupações escolares no Brasil.

Queremos com essa carta fazer um chamado para que o movimento estudantil, em especial o universitário da UNEB e de todo país, entre de vez na luta contra os ataques de Temer, seguindo o exemplo dos e das secundaristas.

Mais ocupações na Bahia. Estudantes ocupam a UNEB de Juazeiro
Mais ocupações na Bahia. Estudantes ocupam a UNEB de Juazeiro

Combatendo, assim, o ataque direto na educação pública brasileira e os seus retrocessos, traduzidos na PEC 241, no projeto de lei escola com mordaça e na temerosa reforma do ensino médio e contra o próprio governo Temer.

Diante desse cenário, acontecerá no dia 24 de outubro uma mobilização nacional e unitária entre o movimento estudantil e as centrais sindicais. Esse será um importante dia para mostrar a força dessa resistência, já que se iniciará na câmara a votação em segundo turno da PEC. Chamamos os e as estudantes a unirem forças e radicalizarem as ações neste dia com grandes discussões nas escolas e universidades, paralisando seus locais de estudo, ocupando as ruas, escolas e os espaços públicos ganhando cada vez mais forças para que o dia 24 seja um grande marco na história de luta do nosso país.

uneb-ocupada

Foto: Carlos Britto.

Fonte: Ocupa Tudo RS

Você precisa estar logado para postar um comentário Login