O pós-coronavírus. Por Jean Carlos Carlesso.

Imagem: Pixabay.

Por Jean Carlos Carlesso, para Desacato. info.

Hoje, escrevo pela primeira vez para o Portal Desacato após receber o convite de minha querida amiga Claudia Weinman.

Para quem não me conhece, sou Jean Carlos Carlesso, 30 anos, munícipe de São Miguel do Oeste-SC, advogado, formado em direito pela Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC – e especialista em direito penal e processo penal pela Faculdade de Direito Damásio de Jesus. Atualmente voltei para a sala de aula e busco me formar no curso de Filosofia. Dito isto, passo a escrever sobre a maior questão de saúde pública dos últimos 100 anos no Brasil.

Escrever sobre as coisas do mundo não é uma tarefa fácil, pois analisar o presente e imaginar o futuro muito pouco diverge da atividade do escritor de ficção científica, talvez divergindo entre tais tarefas somente o grau das especulações e na tentativa científica de precisão do escritor não literário.

Mas analisar o quadro imposto por essa crise mundial do coronavírus me apresenta uma única certeza, a de que o mundo sairá diferente dela em comparação ao jeito que entrou.

É a primeira vez, desde o surgimento da comunicação em massa, que uma doença altamente infecciosa e potencialmente letal para a maioria das pessoas (em especial aos idosos) ataca em cheio nosso país.

Isso gerou medo e caos!

Porém, as múltiplas facetas de nossa sociedade cindida surgem agudamente nesses dias, pessoas de mau caráter que não se cansam de compartilhar notícias falsas e insensíveis (ou cegas) ao dano provocado ao outro, até aquelas que se dedicam ao máximo para auxiliar o próximo e de combater esse inimigo incrivelmente real.

A urgência provocada pela rapidez da doença certamente mostrará para a maioria do povo que o método científico é o caminho da luz, e não os vídeos da tia(o) do whatsapp.

Quem sabe essa crise mostre os equívocos grosseiros e irresponsáveis cometidos pelo líder máximo de nossa nação, e que são massivamente compartilhados por pessoas que sequer conhecem o mínimo necessário sobre o método científico.

Talvez essa doença que está a matar milhares de pessoas pelo mundo, e que agora mata irmãos brasileiros, sirva para, ao menos, por luz nas mentes obscuras daqueles que se negam de ouvir a ciência.

Não escutar nossos médicos, cientistas e pesquisadores significará, para muitos, a morte! O mundo está se unindo e ouvindo esses verdadeiros heróis da humanidade (um pouco menos aqui no Brasil).

Pode ser que, após essa crise, questões como o aquecimento global serão levadas a sério, já que há muitas décadas os especialistas alertam o mundo sobre o risco de matarmos o planeta.

O coronavírus está a tirar vidas humanas, mas o toque de recolher forçou a diminuição na emissão de gases do efeito estufa em até 25% em alguns locais do globo.

Ao meu ver uma coisa é certa, a ciência sairá a grande vitoriosa dessa crise, pois o método científico e o conhecimento humano não possuem barreiras, e a crise servirá como lição para a humanidade para que nunca ignoremos os alertas daqueles que dedicam suas vidas ao conhecimento científico.

_

Jean Carlos Carlesso é Advogado, de São Miguel do Oeste/SC. Formado em direito pela Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC – e especialista em direito penal e processo penal pela Faculdade de Direito Damásio de Jesus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.