O Machado de Antônio Augusto Bueno

Imagem: Antônio Augusto Bueno.

Por Désceo Machado, para Desacato.info.

O artista humano Antônio Augusto Bueno desenhou o machado do Désceo Machado! O homem trigueiro e profundo, ocupado em resgatar imagens avassaladoras nos territórios do imaginário e da loucura, esse homem fez um machado. Mas como um machado Antônio Augusto, se a sua arte se ocupa de gravetos, paus e outras delicadezas da natureza? Antônio Augusto plantou um machado no seio da floresta e floresceu o machado do Désceo. Uma florescência, frágil, por eclodir, metálica e cortante, um elemento natural. Afinal os machados são uma constante cultural. Sempre ao lado das civilizações, de pedra e metal, os machados são um elo, um vínculo do homem com a natureza.

Mas se hoje o machado foi corrompido pela motosserra, Antônio Augusto corrompeu-o pela direção oposta. Da fronteira da consciência, Antônio Augusto nos trouxe um machado leve, cortador de palavras, bisturi de véus e rompedor de bastidores. Da região fronteiriça da loucura, o artista nos trouxe imagens de fantasia, uma bunda enrabada, o poder e o prazer, o cabo, a nádega e o ventre lâmina.

Saravá Antônio Augusto Bueno! Que o poder do seu machado arrebente ideias fechadas, arrombe com ímpeto sexual a casa dos homens sem asa.

_

Désceo Machado é repórter em Florianópolis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.