Nova chacina aumenta para 20 o número de mortos em ataques a tiros em 2018

Ataque aconteceu em frente à mercearia | Foto: Google Street View

Subiu para 20 o número de pessoas mortas em chacinas no estado de São Paulo somente em 2018. O mais novo caso, ocorrido em São Bernardo do Campo, região metropolitana, é o sexto ataque a tiros registrado desde janeiro, e terminou com a morte de quatro pessoas. Todas as vítimas eram negras.

Rafael André Borges, de 26 anos, Edival Alves de Lima Junior e Cássio de Almeida Santos, ambos de 24, e Diego da Silva Macena, 22, foram mortos em frente a uma mercearia na Rua Edson de Queiroz, localizada no bairro Jardim Industrial. As características da ação dos criminosos apontam para execução, conforme consta no boletim de ocorrência do caso.

Segundo testemunhas, os assassinos usaram duas motos no ataque, cada uma com o motorista e um garupa. Ao chegarem em frente à mercearia, desceram e tiveram uma rápida discussão com os quatro homens antes de ordenar que eles se ajoelhassem virados para a parede. Em seguida, foram executados com tiros na cabeça.

Inicialmente, o setor de homicídios do 1º DP de São Bernardo, responsável pelas investigações, não tem detalhes que descrevam os ocupantes das motos. Nenhum dos mortos estava com celular e apenas um carregava documento de identificação. O poste de iluminação em frente ao local estava apagado.

Dois projéteis encontrados na cena do crime são a principal prova até o momento. O fato de nenhum estojo de bala ter sido encontrado próximo aos corpos dá a entender que os assassinos usaram um revólver na ação, segundo aponta a Polícia Civil.

Estado soma seis chacinas no ano

Com mais quatro mortes em São Bernardo, o total de vítimas em chacinas no estado já é de 20 em seis casos. Três delas aconteceram na capital paulista, enquanto as outras três na região metropolitana.

A primeira delas aconteceu em 7 de janeiro, na Vila Miriam, região de Pirituba, com quatro mortos. A mesma área teve outras três mortes um mês depois. Ainda em São Paulo, outras três pessoas foram mortas na Vila Brasilândia em janeiro.

Duas execuções em série da Grande São Paulo aconteceram em Guarulhos: uma em 12 de janeiro e outra em 28 de março, cada uma com três vítimas, totalizando seis mortos na cidade. A conta de 20 mortos em chacinas é completada com os quatro assassinatos em São Bernardo do Campo.

Em 11 de março, um outro ataque deixou dois mortos e quatro feridos no Jardim Calux, bairro pobre na periferia de São Bernardo. Este ataque não é considerado uma chacina pela quantidade de mortos ser menor do que três. Carapicuíba também registrou dois mortos em um ataque, com a morte de uma garota de 17 anos e um homem de 38.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.