Nota sobre o ato em Florianópolis contra PEC 241 e MP de reforma do ensino médio

ato-pec-241

Ontem (por segunda-feira, 10 de outubro) mais uma vez nos unimos nas ruas contra a violência da PEC 241, projeto do governo golpista e opressor. A PEC do fim do mundo e do congelamento dos investimentos nos serviços públicos por vinte anos. Em nenhum país do mundo tal medida foi adotada! Essa PEC é a SENTENÇA DE MORTE em todos os serviços públicos: saúde, educação, cultura, assistência social, fiscalização, pesquisa etc. Querem nos convencer que a medida é boa para o país, mas não seremos enganados, a solução da crise nunca será precarizar ainda mais as nossas vidas! Que diminuam os gastos com os juros da dívida pública!

Ontem mais uma vez sentimos na pele a mão opressora do Estado de Exceção que se tornou o Brasil, uma polícia militar com ordem de atirar sem ver. Bombas de gás lacrimogênio, spray de pimenta, bombas de efeito moral e balas de borracha em uma sequência absurda de disparos. Companheiras e companheiros atingidos no rosto, cabeça, boca, tórax; quatro pessoas hospitalizadas. Três pessoas detidas sem qualquer tipo de crime, seis PMs em cima de uma garota desarmada, cassetete com a pessoa no chão. Mídia independente sendo agredida e presa, tendo seus equipamentos de trabalho avariados, quebrados, destruídos. Há de se entender que o novo modelo de ditadura regida pela pseudo legalidade institucional janta nossos direitos num domingo, vota os tempos obscuros na segunda feira e comemora não com fogos mas com bombas de gás e balas de borracha. Nós, enquanto coletivo, repudiamos as ações desmedidas da Polícia Militar de Santa Catarina, todo o excesso de violência praticada contra os manifestantes ferindo e espancando mulheres. Repudiamos a criação de provas, prisões descabidas e a tentativa de criminalização do movimento. Rejeitamos todos os comentários fascistas, agressivos e covardes em nossa página ameaçando, caluniando e tripudiando sobre a imagem dos feridos e demais. Tomaremos todas as medidas cabíveis contra a violência policial e os fascistas de plantão serão denunciados por crime de ameaça. Nós denunciamos o governo golpista e opressor que usa a PM para intimidar e cercear nossa liberdade de expressão e manifestação com violência de forma truculenta e covarde.

Florianópolis, 11 de outubro de 2016
Estado de Exceção! Rede Fora Temer Floripa

Você precisa estar logado para postar um comentário Login