Nota sobre casa construída na Ponta do Coral

Nos últimos meses uma casa de madeira foi construída na Ponta do Coral e, ao que parece, a obra foi feita por uma família que entrou com um processo de usucapião alegando ser proprietária da área. Estas pessoas colocaram uma corrente com cadeado na entrada da Ponta com os dizeres “Propriedade Particular”, estão cobrando estacionamento e construíram uma cerca dividindo o terreno em dois espaços (Link para as fotos). Estas atitudes trazem uma realidade nova para as atividades da campanha de ocupação cultural intensificada em 2018. Vale resgatar que o Movimento Ponta do Coral 100% Pública surgiu em virtude da venda ilegal da área em 1980 e resiste há 39 anos defendendo a ideia de utilização coletiva da Ponta, fortalecido pelo Projeto do Parque Cultural das 3 Pontas.Esta nota, portanto, objetiva alertar a população acerca destes, supostamente, novos moradores, principalmente por termos recebido algumas reclamações de que eles agiram com certo tom de intimidação com quem teve intenção de visitar o espaço. A atuação do Movimento pela efetivação da área como pública, através da criação de um parque, faz com que o Movimento esclareça esta situação, bem como, enfatize, que o diálogo pacífico seja norteador por parte de quem deseje visitar a área.

Aproveitamos para explicitar que não temos qualquer relação com as pessoas que alegam propriedade da área, tampouco, estabelecemos qualquer grau de inimizade ou de hostilidade em relação a eles, pois, ao defendermos o Estado Democrático de Direito, compreendemos que as pessoas devem ter liberdade de buscar seus direitos.

Movimento Ponta do Coral 100% Pública

Florianópolis, abril de 2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.