No DF, grandes multinacionais do veneno sentiram o efeito da Greve Geral

No DF, grandes multinacionais do veneno sentiram o efeito da Greve Geral

Na manhã de sexta-feira  (28), cerca de 300 militantes do MST do Distrito Federal e Entorno paralisaram a BR-020, na altura do Km 20. A obstrução da via ocorreu por volta das 8h. A rodovia conecta a região do centro-oeste com o nordeste brasileiro e é central para o escoamento de commodities e defensivos agrícolas das grandes multinacionais.

“Essa área é o principal trecho de ligação do centro-oeste com o nordeste e fundamental ao fluxo da economia, sobretudo do agronegócio. Neste círculo, estão instaladas as grandes multinacionais dos agrotóxicos e transgênicos, como a Syngenta, Bayer, Cargil, Bunge e Monsanto. Travando esta área, a gente impede que os caminhões que saiam daqui cheguem a outras partes Brasil. É o impacto da Greve Geral sendo sentido pelas multinacionais do veneno”, diz o integrante da Coordenação Nacional do MST, Marco Baratto.

A ação construida em conjunto pelo MST e sindicatos do estado de Goiás se soma ao conjunto de trancamentos de rodovias realizados pelo movimento em repúdio ao conjunto de ações adotadas pelo governo de Michel Temer (PMDB) que fragilizam e desmontam direitos sociais.

Entre as medidas de ataque aos direitos, as trabalhadoras e os trabalhadores rurais destacam a reforma trabalhista e da Previdência Social. Essas medidas representam o fim da aposentadoria rural e precarização das condições de trabalho para o conjunto da classe trabalhadora brasileira.

Fonte: MST.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login