Na Trindade, restaurante universitário da UFSC serve 8 mil refeições por dia; funcionamento nas férias é incerto

Todos os direitos reservados. All rights reserved. É Proibido qualquer tipo de reprodução das imagens sem autorização. Imagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610 de 19/02/1998.

Por Luiz Costa.

 Restaurante Universitário (RU) do campus Trindade da UFSC serviu em média 8.435 refeições por dia durante os dois semestres letivos de 2018 até agora, considerando apenas os dias úteis. Nos finais de semana, a média de refeições servidas entre março a novembro, com exceção do mês de julho, quando acontece o recesso, é de 2.137 refeições por dia.

Nas universidades públicas, o RU faz parte do programa de assistência estudantil, oferecendo refeições normalmente a preço reduzido, como no campus Trindade da UFSC, onde cada refeição custa R$ 1,50 para os estudantes. Na trindade, o RU oferece almoço e janta.

Gráfico 1. Média diária de refeições servidas no RU Trindade nos meses de 2018. Fonte: Administração RU.

Entre as ações que visam a permanência dos estudantes na universidade, o RU é a que abrange maior parcela dos estudantes. No principal campus da UFSC, de aproximadamente 30 mil estudantes que estão regularmente matriculados nos cursos de graduação, cerca de 25% fazem uso do RU diariamente. Além de estudantes da graduação, professores e técnicos-administrativos também podem fazer uso do serviço.

No primeiro semestre de 2018, o Restaurante serviu em média 8.283 por dia, considerando apenas os dias úteis. No segundo semestre, a demanda pelos serviços oferecidos pelo RU aumentou. Foram servidas 8.587 refeições diárias em média entre agosto e novembro. A grande alta foi no mês de agosto, quando o Restaurante chegou a servir uma média de 9.780 refeições por dia.

Estudantes isentos

Entre os programas de assistência, há também a oferta de isenção das refeições aos estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica (renda per capita menor que 1,5 salário mínimo). Atualmente, cerca de 3.700 estudantes têm isenção nas refeições servidas pelo restaurante. A isenção pode ser no almoço e jantar ou apenas em uma das refeições do dia, como solicitado pelo estudante.

Só no último mês, em novembro, de uma média diária de 7.513 refeições servidas durante a semana, 1.900 eram referentes a estudantes com isenção na alimentação – cerca de um quarto das refeições servidas. Segundo a diretora do restaurante, Maria das Graças Martins, o número de estudantes isentos aumentou nos últimos tempos, o que pode ser reflexo da crise e alta taxa de desemprego que o país vive.

Os programas de assistência estudantil são administrados pela Pró-reitoria de assuntos estudantis da UFSC (PRAE). Além da alimentação a baixo custo ou gratuita, a PRAE dispõe auxílio moradia, auxílio creche, bolsa estudantil, moradia estudantil e apoio à apresentação de trabalhos científicos, à viagens de estudos, à participação coletiva em eventos e à realização de eventos acadêmicos.

Porém, muitos desses programas não são suficientes para a demanda atual. O auxílio moradia, por exemplo, fornece bolsa no valor mensal de R$ 250,00. Por outro lado, não chega a 200 o número de vagas na moradia estudantil, acolhendo menos de 1% dos estudantes regularmente matriculados. Para o último edital da moradia, foram abertas apenas sete vagas. Por conta da intensa especulação imobiliária, o m² do bairro Trindade é o segundo mais caro de Florianópolis.

RU nas férias

No recesso de verão do ano passado, o RU da Trindade precisou fechar para fazer manutenção nos equipamentos e reformas estruturais, como no encanamento. Por pressão estudantil, a reitoria cedeu o restaurante do Centro de Ciências Agrárias (CCA), que fica num bairro próximo, no Itacorubi, fornecendo transporte de ida e volta.

Após reabertura do RU do campus Trindade em fevereiro, foram servidos uma média diária de 5.472 refeições; as aulas regulares começaram apenas em março.

Até o momento a administração central da UFSC não se manifestou em relação ao funcionamento do RU nas férias. Até dia 21 de dezembro o Restaurante da Trindade deve funcionar normalmente devido às aulas do curso de Engenharia de Materiais, que funciona com período trimestral.

A diretora do RU afirmou que o estabelecimento precisa passar por reformas, que não são possíveis de realizar durante o ano devido ao intenso funcionamento, de segunda a segunda. Manutenção de equipamentos, como as grandes panelas, e reparos estruturais como dedetização, troca de pisos, encanamento e pintura só podem ser resolvidos nesta época do ano, em que há menos movimento.

A PRAE e a direção do RU estão avaliando se fecham Restaurante e, se sim, por quanto tempo. A atual gestão do Diretório Central dos Estudantes (DCE) informou que a PRAE garantiu que a alimentação será fornecida no período de recesso, seja na Trindade ou no CCA, como foi no ano passado. Uma das questões relevantes, segundo a diretora Maria das Graças, é que, com a abertura do RU CCA, a universidade também teria que fornecer transporte, o que atualmente está com custo muito alto.

RU de Blumenau, Joinville, Araranguá e Curitibanos

A abertura dos RUs dos campi que ficam nas demais cidades do estado dependem de avaliação de cada diretor. Com exceção do principal campus, os demais Restaurantes têm gestão terceirizada.

Até o momento, apenas o diretor do campus de Joinville manifestou sobre como o RU funcionará durante o período de recesso. A direção do campus informou que o Restaurante ficará fechado entre os dias 15 de dezembro de 2018 e 6 de janeiro de 2019. Do dia 7 de janeiro a 10 de fevereiro, o Restaurante servirá apenas almoço. A partir do dia 11 de fevereiro retornará servindo almoço e janta.

Segundo o DCE, em Araranguá o diretor avalia que não há demanda, quando estudantes reivindicam haver. O DCE está em contato com o centros acadêmicos de Araranguá para reivindicar abertura nas férias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.