Na estreia do Brasileirão 2017, jogadores protestam contra a reforma trabalhista

futebol-contra-reforma-trabalhista

Na primeira rodada do campeonato brasileiro, atletas de SC Corinthians Paulista, Clube Atlético Mineiro e Clube de Regatas do Flamengo entraram em campo com uma tarja preta na camisa como protesto à Reforma da Previdência.

O movimento foi organizado pela Fenapaf – Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol e o gesto deverá ser repetido ainda neste domingo, 14, por jogadores de outras equipes.

Dentre os pontos mais críticos destacados pela entidade estão a diminuição do repasse dos direitos de imagem, a flexibilização das férias e dos dias de descanso semanal.

Vale lembrar que mais de 80% dos atletas de futebol profissional no Brasil recebem até R$ 1.000 por mês – dramaticamente distante dos 0,8% que recebem mais de R$ 50 mil mensais.

Fontes: Ludopédio e UOL Esporte.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login