Mulheres que não são invisíveis

Ignoradas pela publicidade, mulheres acima dos 45 anos, negras, lésbicas e com deficiência física ilustram um banco de imagens criado pela agência 65/10.

Foto: Helen Salomão

Como são retratadas as mulheres brasileiras na publicidade? Quem são as negras, indígenas, trans e lésbicas nas campanhas de TV? Quais as mulheres com deficiências físicas que estampam os anúncios de jornais e internet?

Uma pesquisa feita pela agência 65/10, sobre a representação das mulheres nas principais páginas de marcas no Facebook Brasil, levantou que, nas postagens, poucas são as mulheres protagonistas. Sendo a maioria branca, magra e nenhuma lésbica. Mulheres trans e indígenas apareceram apenas em campanhas comemorativas e de visibilidade.

E para reverter essa situação, a agência comandada por mulheres, criou o Mulheres (In)visíveis, um banco de imagens que estreou em 2017 com fotos de mulheres negras e trans, pessoas potencialmente esquecidas pela publicidade. Nesse ano, o projeto veio renovado com novos perfis reais compondo o portfólio.

Foto: Helen Salomão

“Queríamos falar sobre mulheres com deficiência e mulheres com mais de 45 anos. Não existe a representação dessas pessoas” conta Maria Guimarães, sócia e fundadora da 65/10. A publicitária relembra que mulheres lésbicas, acima dos 45 anos são invisibilizadas pela mídia e que a mulher com deficiência só é lembrada nas paralimpíadas.

Foto: Helen Salomão

Nessa segunda edição, 100 mulheres responderam um formulário de como queriam ser representadas. As escolhidas foram clicadas pela fotógrafa baiana Helen Salomão, a Helemozão, de quem já falamos na VICE.

No dia das fotos, Maria conta que quando começaram a pedir para as modelos fazerem os gestos e poses, que geralmente não costumam fazer, elas enxergavam a própria beleza aos poucos. “São mulheres, algumas bem-resolvidas, mas outras que têm problema de autoestima e que ainda não veem a beleza de quem elas são”, completa.

Saque mais fotos do projeto Mulheres (In)visíveis abaixo e acesse o banco de imagens clicando aqui.

Foto: Helen Salomão
Foto: Helen Salomão
Foto: Helen Salomão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.