Mulher Maravilha é a nova embaixadora da ONU para autonomia feminina

Personagem recebe título honorário e ilustrará campanha para promover o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 5, que foca na igualdade de gênero; Mulher Maravilha escolhida por ser símbolo da paz, justiça e igualdade.

Mulher Maravilha: embaixadora honorária para a autonomia de mulheres e de meninas

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas nomearam esta sexta-feira a personagem Mulher Maravilha como embaixadora honorária para a autonomia de mulheres e de meninas.

A ação faz parte de uma campanha para aumentar a conscientização das pessoas sobre o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 5, que foca na igualdade de gênero.

Atrizes

Para a ONU, a super-heroína Mulher Maravilha é um “símbolo de paz, justiça e igualdade”, questões centrais para a organização e para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, um plano global de 17 metas para acabar com a pobreza e as desigualdades.

A campanha da ONU envolvendo a Mulher Maravilha é uma parceria com a DC Entertainment e a Warner Bros. Participaram do evento de nomeação as atrizes Gal Gadot, que faz o papel de Mulher Maravilha em um filme que estréia em 2017, e Lynda Carter, que viveu a personagem na TV na década de 1970.

Para a atriz Lynda Carter, a Mulher Maravilha mostra a força interna que todas as mulheres têm e segundo ela, as “mulheres são mais fortes juntas, têm voz e são as mães da humanidade”.

Usando os atributos da personagem, como força e sua luta por justiça e paz, a campanha foca em ação em cinco áreas: denunciar a discriminação e as limitações de mulheres e meninas; lutar contra a violência e os abusos.

Vida real

Os outros três pontos são: apoiar a participação de mulheres e meninas em todas as esferas da vida e oportunidades iguais para que tenham papel de liderança; garantir que todas as mulheres e meninas tenham acesso à educação de qualidade; e divulgar exemplos de mulheres da vida real que fazem a diferença todos os dias.

Nas redes sociais, as pessoas podem compartilhar histórias de “mulheres maravilha” reais usando a hashtag #RealLifeWonderWoman.

O título de embaixador “honorário” da ONU é reservado para personagens da ficção. No ano passado, os Angry Birds foram nomeados durante uma campanha para promover ações em prol do clima e, no passado, Sininho e Ursinho Pooh também receberam o título.

Fonte: ONU.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login