Movimento nacional pede boicote a rede de lanchonetes Habib’s

justicaporvictor

O assassinato, por espancamento, de um menino de 13 anos que pedia dinheiro para lanchar em uma rede de lanchonetes Habib’s gera revolta e uma campanha nacional para que o brasileiro boicote a empresa. João Victor Souza Carvalho foi atacado no dia 26, por volta das 19h48 por três seguranças quando recolhia alguns trocados que permitissem lanchar na própria lanchonete. O menino, desacordado, foi deixado na rua, diante da lanchonete, como se fosse saco de lixo. Segundo o laudo médico, o menino sofreu uma parada cardiorrespiratória por conta da violência.

A loja fica na Vila Nova Cachoeirinha, na Zona Norte de São Paulo. Chama a atenção o comportamento da polícia de São Paulo que procura, em exames, constatar se o menor havia consumido drogas – com isso os assassinos poderão se livrar da acusação e também a rede de lanchonetes ficaria desobrigada a indenizar parentes.

justicaaaasempre

“Ele teve uma morte que não se faz nem com animal. Meu filho era humilde igual eu, catador de lixo. Ele pedia, mas não roubava nada de ninguém. O moleque foi espancado por causa que estava pedindo um real para comer um lanche”, disse, indignado, o pai do adolescente, Marcelo Fernandes de Carvalho, de 42 anos.

joaooooooagoraaaaa

Embora houvesse testemunhas no local, a PM não conduziu ninguém para a DP. Negligência? É o tipo de caso que o policial adoraria ser chamado de incompetente.

Habib’s

Leia abaixo a íntegra da nota do Habib’s sobre o caso da morte do adolescente:
“A Rede informa que continua apurando os fatos da lamentável ocorrência em uma de suas unidades franqueadas.
A franqueadora leva em consideração as informações relatadas pelos funcionários da unidade franqueada, presentes no momento da ocorrência, bem como os relatos registrados em B.O.
A polícia foi acionada, assim que verificaram que a conduta do menor estava incontrolável, ameaçando o patrimônio físico da loja e dos clientes.
Diante do estado do jovem, imediatamente, também o resgate foi acionado. E todas as orientações, por ele passadas, foram seguidas para garantir o devido socorro ao jovem, que, infelizmente, veio a falecer a caminho do hospital.
A Rede esclarece, ainda, que vai cooperar com as investigações, se empenhando em esclarecer todos os detalhes do ocorrido com prioridade.”

————-

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.