Mostra “Faces do Violino” traz violinistas renomados a Florianópolis

CartazEntre 26 e 30 de agosto serão realizadas oficinas e palestras na Udesc e concertos gratuitos no Sesc

O violino é um instrumento presente em diversas tradições musicais. Desde sua emergência no Norte da Itália em meados do séc. XVI, a maleabilidade de seu som e a capacidade de adaptação às mais diferentes linguagens musicais tornaram-no um instrumento musical presente em nos quatro cantos do mundo.

A 1ª Mostra de Violino e Diversidade – “Faces do Violino”, promovida pelo Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e pelo Sesc Santa Catarina, trará entre 26 e 30 de agosto alguns dos mais renomados violinistas brasileiros para Florianópolis. Com destaque para a diversidade e estilos musicais contrastantes, nos quais o violino apresenta toda sua versatilidade, “Faces do Violino” pretende evidenciar os diferentes contextos musicais onde o violino atua.

Quatro eixos temáticos do violino serão apresentados por um violinista de destaque na área, em concertos gratuitos que ocorrerão no Teatro do Sesc Prainha, em Florianópolis, e em oficinas gratuitas na Udesc Ceart. Irão participar Ricardo Herz, com o tema Violino na música instrumental brasileira, jazz e choro; Cláudio Cruz que falará sobre Violino Solo/Música Brasileira do séc. XX;  Leonardo Jeszensky, na área de Violino na música húngara e turca, e Luiz Fiaminghi, professor do Departamento de Música, que trará o Violino Barroco e a Rabeca.

Interessados em participar das oficinas como ‘aluno ativo’ (tocando instrumento) precisam preencher a ficha de inscrição na secretaria do Departamento de Música (DMU), já para os ouvintes não é necessária inscrição prévia. As palestras, que serão realizadas em salas da Udesc Ceart, também são abertas ao público e não é necessário realizar inscrição. Para os concertos gratuitos realizados no Teatro do Sesc, os ingressos estarão disponíveis para retirada durante a semana do evento na Central de Atendimento do Sesc Prainha, das 8h às 21h.

Confira a programação completa:

Dia 26 de agosto
Claúdio Cruz | Concerto
Caprichos para violino; solo de Flausino Valle e Oliver Toni
Local: SESC Prainha, às 20h

Dia 27  de agosto
Claúdio Cruz | Oficina e palestra
Violino Solo/Música Brasileira do séc. XX
Horário:  Oficina das 9h às 12h e palestra das 14h às 16h
Local: Centro de Artes da Udesc – sala a definir

Luiz Fiaminghi | Concerto
Violino barroco e rabeca
Local: SESC Prainha, às 20h
Cravo: Marcos Holler
Programa: H. I. Biber – sonatas do Rosário I, VI e X para violino scordatura;
J. E. Gramani – 4 peças para rabeca e cravo;
M. Andrade/Vilemão Trindade/Fiaminghi – Toada, Baianos e Martelo p/ rabeca solo;
Villa-Lobos – O Trenzinho do Caipira, arranjo p/ rabeca solo L. Fiaminghi

Dia 28  de agosto
Luiz Fiaminghi | Palestra
Recriando a rabeca na música brasileira
Horário: das 14h às 16h
Local: Centro de Artes da Udesc – sala a definir

Duo Levy – Jeszensky | Concerto
Música instrumental virtuosística do leste europeu, Balcãs e Turquia, com
Leonardo Jeszensky no violino, violino-trompete, ud e tanbur; Gabriel Levy no acordeon e piano.
Local: SESC Prainha, às 20h

Dia 29  de agosto
Leonardo Jeszensky | Oficina e palestra
O violino no estilo da música tradicional dos Balcãs – Romênia, Macedônia, Bulgária e Turquia. Prática e Teoria
Horário: 10h às 12h e 14h às 16h
Local: Sala a definir

Ricardo Herz Trio | Concerto
“Aqui é o meu Lá”, com Ricardo Herz no violino; Pedro Ito na bateria e percussão; Michael Ruzitschka no violão de 7 cordas.
Local: SESC Prainha, às 20h

Dia 30 de agosto
Ricardo Herz Trio | Concerto
Violino Popular Brasileiro, com Ricardo Herz no violino; Pedro Ito na bateria e percussão; Michael Ruzitschka no violão de 7 cordas.
Local: SESC Prainha, às 20h

Ricardo Herz | Oficina
O violino na improvisação e interpretação do choro e do forró, do jazz e outros ritmos populares.
Horário: das 9h às 12h e das 14h às 16h

Sobre os artistas


Cláudio Cruz
É regente e diretor musical da Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo. Recebeu os prêmios da Associação Paulista de Críticos de Artes, Carlos Gomes e Grammy Awards, entre outros. Atua como regente convidado em diversas orquestras nacionais e internacionais, entre elas a Sinfônica Brasileira, a Sinfônica de Brasília e a Orquestra de Câmara de Toulouse, além da Osesp. Foi diretor musical da Orquestra de Câmara Villa-Lobos e regente titular das sinfônicas de Ribeirão Preto e de Campinas. Na  temporada  2013  será  solista  da  Sinfônica  de  Jerusalém,  Filarmônica  de  Nagoya, Osesp,  Orquestra  do  Teatro  Municipal  de  São  Paulo,  Orquestra  Sinfônica  de  Porto Alegre, Orquestra Sinfônica de Curitiba entre outras.

Luiz Fiaminghi
É bacharel em composição e regência e doutor em Música pela Unicamp/SP. Foi violinista da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas. Em 1987, obteve bolsa de especialização do CNPq para estudar violino barroco e interpretação de música barroca na Holanda, tendo estudado no Conservatório de Rotterdam (com Marie Leonhardt) e no Conservatório de Utrecht (com Alda Stuurop).  É Professor da Udesc nas áreas de nas áreas de Percepção Musical, Musicologia, Etnomusicologia e Práticas Interpretativas. Coordena o grupo de pesquisa “A Vez e a Voz da Rabeca” e é membro do grupo de pesquisa MusicS (Música, Cultura e Sociedade) na Udesc. É diretor musical do grupo ANIMA, com o qual foi ganhador dos prêmios APCA (1998) e Carlos  Gomes (2000), gravou 6 CD’s, tendo  realizado turnês no Brasil e exterior.

Ricardo Herz
Em 2012, o violinista Ricardo Herz lançou seu quarto disco, “Aqui é o meu Lá – Ricardo Herz Trio”, com composições próprias e direção musical de Benjamim Taubkin. Acompanhado de Pedro Ito (bateria e percussão) e Michi Ruzitschka (violão 7 cordas), o violinista tem se apresentado nos principais teatros e festivais do Brasil e exterior. O Ricardo Herz Trio teve duas importantes missões: foi o único grupo a representar o Brasil na seleção oficial do Womex – The World Music Expo, em Tessalônica, Grécia, a mais importante feira de “música do mundo”. Tocou em Festivais na Malásia, no México, na Holanda, em clubes de Jazz na Rússia, em Israel, na Dinamarca e gravou com músicos de diversos países. Graduado em violino erudito pela USP, sua sólida formação também vem da renomada Berklee College of Music, nos Estados Unidos, e da Centre des Musiques Didier Lockwood. Em 2011, se apresentou como solista ao lado de Dominguinhos, abrindo a temporada anual da Orquestra Jazz Sinfônica no Auditório Ibirapuera.

Leonardo Jeszensky
Brasileiro-húngaro, formou-se em composição pela Unicamp em 2001. Em 2002 mudou-se para a Europa com a finalidade de estudar o repertório de música tradicional para violino da Hungria e Romênia.  Morou por 8 anos na Hungria e nesse período realizou extensa pesquisa de campo na Romênia, tendo como resultado mais de 100 horas de performances de música tradicional gravadas in loco. Em Budapest estudou 7 anos com a violinista Márta Virágvölgyi na escola de música tradicional Óbudai Népzene Iskola e ao mesmo tempo no College of Nyiregyháza, onde diplomou-se em música tradicional/violino em 2008 (bacharelado e licenciatura). Seu repertório é centrado na musica tradicional romena e klezmer. Em 2006 formou com o pianista italiano Giovanni De Cecco o “Duo De Cecco – Jeszensky”. Entre 2006 e 2009 o duo realizou concertos na Itália, Hungria, Áustria, Alemanha, Suécia, Turquia e Romênia. Em 2008 gravou o cd “Traditional music from Romania”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.