Morre em Florianópolis a artista plástica Eli Heil

Publicado em: 10/09/2017 às 17:34
Morre em Florianópolis a artista plástica Eli Heil

A artista plástica Eli Heil, 88, morreu na tarde deste domingo (10), em Florianópolis. Natural de Palhoça, ela fez sua carreira artística na Capital catarinense, onde mantinha desde 1993 a Fundação “O Mundo Ovo de Eli Heil”, com o objetivo de preservar sua obra. Ela morreu após ter duas paradas cardíacas no hospital SOS Cárdio, onde estava internada há 12 dias. Segundo informações da filha, Teresa Heil, Eli será velada na igreja de Santo Antônio de Lisboa e ainda não há horário confirmado para o enterro, que deve ocorrer nesta segunda (11).

Eli teve três filhos, dois netos e dois bisnetos. Pintora, desenhista, escultora e ceramista autodidata, participou de inúmeras exposições no Brasil e no exterior e começou na arte em 1962.

>> Relembre: Os 50 anos da arte de Eli Heil 

Em reportagem publicada pelo Notícias do Dia em novembro de 2011, quando Eli comemorava seu cinquentenário na arte, a artista relembrou como começou na pintura, a partir de um pedaço de pano, “porque eu não conhecia a tela”. Ela tinha 33 anos e perguntou ao irmão como os outros artistas pintavam. O irmão respondeu que usavam pincel e tinta e, foi nesse momento que Eli desafiou: “Ah, então eu faço diferente.” Com isso, a artista catarinense sempre inovava, usando palitos no lugar de pincéis, ou agulhas, canetas, linhas, lã e até tinta de sapato. No museu O Mundo Ovo está a maior parte do seu acervo de mais de 3.000 obras e fica localizado em Santo Antônio de Lisboa.

Eli Heil fez sua carreira artística em Florianópolis - Eduardo Valente/Arquivo/ND
Eli Heil fez sua carreira artística em Florianópolis – Eduardo Valente/Arquivo/ND


Fonte: ND Online.

Deixe uma resposta