Ministro da Saúde pode ser convocado a explicar compra de remédio no setor privado

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Por George Marques.

A líder da Minoria, a federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), protocolou nesta quinta-feira (18) na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF), da Câmara dos Deputados, requerimento (REQ 242/2019) para que o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, explique os motivos de remédios que eram fornecidos por laboratórios públicos e tiveram contratos suspensos sejam adquiridos agora pela iniciativa privada.

Na terça contratos com 7 laboratórios públicos nacionais para a produção de 19 medicamentos distribuídos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) foram suspensos pelo ministério.

Os documentos foram obtidos pelo Estadão e apontam a suspensão de projetos de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDPs) destinados à fabricação de remédios para pacientes que sofrem de câncer e diabete e transplantados.

Os laboratórios que fabricam por PDPs fornecem a preços 30% menores do que os de mercado. E já estudam ações na Justiça.

“Diante da importância de uma política eficaz para o acesso da população aos medicamentos e insumos necessários à promoção de sua saúde, consideramos de extrema relevância a presença do Ex.mo Senhor Ministro da Saúde”, diz trecho do documento a qual o blog teve acesso.

Associações que representam os laboratórios públicos falam em perda anual de ao menos R$ 1 bilhão para o setor e risco de desabastecimento – mais de 30 milhões de pacientes dependem dos 19 remédios.

1 COMENTÁRIO

  1. Realmente está iniciando a era do caos, os pobres sendo humilhados, os ricos e idiotas se unindo, somente para o pior.

Deixe uma resposta para Edvania Rodrigues Damno Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.