Milhares de imigrantes marcham nos EUA pela reforma migratória

refrma-migra-e.uWashington, 10 abr (Prensa Latina) Milhares de pessoas procedentes de vários estados da União participarão hoje aqui em uma grande marcha a favor da reforma migratória, exigência que beneficiaria uns 11 milhões de imigrantes sem documentados residentes neste país. Durante uma coletiva de imprensa em 8 de abril, Kica Matos, ativista do Centro para a Mudança Comunitária, recordou que os participantes na jornada de protesto pacífica estão convocados para se colocar em frente ao Congresso estadunidense e assim pedir aos legisladores que atuam para mudar as atuais leis federais sobre migração.

No fim de semana milhares de imigrantes assistiu a atos nas cidades de Nashua (New Hampshire), Nova York, Boston (Massachusetts), Jersey City (Nova Jerse) e Miami (Flórida) como parte da iniciativa Power Up for Citizenship, que terá seu clímax nesta quarta-feira em Washington DC.

Segundo os organizadores, a marcha nacional coincidirá com o sétimo aniversário do grande protesto que teve por palcos a mais de 100 cidades do país, onde milhões de pessoas se manifestaram contra uma lei que teria imposto condenações a todos os imigrantes sem documentos.

A reforma migratória integral foi uma promessa de campanha presidenciais de 2008 do então senador Barack Obama, que disse que se chegasse à Casa Branca essa seria uma de suas primeiras medidas.

Nos últimos dias revelaram avanços no projeto de lei que perfila um grupo bipartidário do Senado, no entanto a Câmera de Representantes tem expressado que conta com um plano similar.

O chamado Grupo dos Oito, formado por quatro senadores republicanos e quatro democratas, apresentará em breve prazo um plano concreto que ofereça uma via à cidadania para os milhões de residentes sem documentos legais dentro do território dos Estados Unidos.

Depois do atraso e do não cumprimento de seu compromisso, o lucro de uma reforma migratória integral constitui uma das prioridades de Obama neste segundo mandato, e prevê que este seja um dos pontos centrais de discussão em ambas as câmeras do Congresso depois do recesso legislativo por Pascoa e Semana Santa.

Dados oficiais revelam que desde a chegada ao poder do governante afro americano em janeiro de 2009 foram deportados mais de milhão e meio de imigrantes, e só no ano fiscal 2012 se registraram 409 mil 849 expulsões.

tgj/dfm/bj

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.