Migrantes africanos são alvo de incêndio em Jerusalém

Um homem da Eritreia sofreu queimaduras graves e sua companheira grávida teve queimaduras leves devido à inalação de fumaça, aparentemente por causa de um incêndio provocado nessa quinta-feira de manhã em Jerusalém. Os dois foram levados para o hospital de Ein Karem.

A polícia está investigando o incêndio no pequeno apartamento do casal perto do mercado de rua Mahane Yehuda no que parece ser um crime xenófobo.

O incêndio é muito similar a um ataque que aconteceu no mesmo bairro há um mês.

Naquele ataque, encontraram no apartamento grafites rabiscados que pediam para os estrangeiros irem embora.

Em Jerusalém mora uma população migrante africana relativamente pequena, a maioria com base perto do mercado.

As tensões entre os migrantes africanos e nacionalistas israelenses se intensificaram nos últimos meses, e culminaram em uma manifestação anti-imigrantes violenta em Tel Aviv. Em resposta, o ministro do Interior adotou enérgicas medidas contra os imigrantes ilegais como a deportação de várias centenas de sudaneses do Sul.

Os eritreus têm proteção por serem asilados, mas eles não tem permissão para procurar emprego.

Fonte: http://www.timesofisrael.com

Versão em português: Projeto América Latina Palavra Viva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.