México ativa plano de integração social e econômica para migrantes

Governo oferecerá permissão de residência a todos os migrantes da América Central.

Foto: Reprodução do Flickr

O governo do presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, ativou um Plano de Atenção com objetivos humanitários que permitirá que os migrantes da América Central possam ser incluídos na dinâmica econômica e social da região, uma vez que sua permanência for regularizada.

A escolha da nova política de migração do governo mexicano é receber de braços abertos a nova leva de migrantes da América Central que chegaram com a caravana que partiu da cidade de San Pedro Sula no começo desta semana.

Com a ativação do plano, os migrantes que chegaram ao país receberam uma pulseira com o selo do Ministério do Interior  e um código QR para iniciar a gestão da regulação migratória e obter os documentos de residência.

Segundo o Instituto Nacional de Migração (INM), com a documentação, os migrantes poderão permanecer no país por uma ano com a possibilidade de renovação, além de permitir aos migrantes o trabalho, acesso a serviços de saúde e educação.

A Coordenação de Proteção Civil, em um comunicado oficial, informou que desde que o novo governo começou se estabeleceram as ações interinstitucionais para assegurar uma chegada migratória com visão humanitária.

Segundo a Proteção Civil, a nova política migratória “Estabelece, também, um trabalho coordenado entre as instituições do governo federal, o governo estadual e dos municípios de Tapachula e Schiate, e conta com a colaboração da ACNUR, UNICEF e da Organização Internacional para as Migrações (OIM), entre outros”.

Até a tarde de quinta-feira (17/01), de acordo com levantamento do INM, cerca de 1000 novos migrantes foram receberam o ofício de entrada no país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.