Hoje, mesa-redonda discutirá a atuação das Comissões da Verdade em SC

Publicado em: 07/03/2014 às 11:50
Hoje, mesa-redonda discutirá a atuação das Comissões da Verdade em SC

Encontro promovido pela Cooperativa de Produção em Comunicação e Cultura (CpCC) será realizado na sede do Sindprevs/SC, com apoio do Sindes, e terá transmissão ao vivo pelo portal Desacato.info

Apresentar e discutir as ações das Comissões da Verdade atuantes em Santa Catarina são alguns dos objetivos do encontro que será promovido na sexta-feira (7), na sede do Sindprevs/SC em Florianópolis, pela Cooperativa de Produção em Comunicação e Cultura (CpCC). A mesa-redonda, que terá início às 18h30, será composta pelo coordenador geral do sindicato, Valmir Braz e pelos representantes das seguintes Comissões da Verdade: Rosângela de Souza, da OAB; Derlei Catarina de Lucca, da Paulo Stuart Wright e Lino Peres, da Câmara Municipal de Florianópolis.

Segundo o presidente da CpCC, Raul Fitipaldi, a motivação do encontro é a celebração da edição nº 100 do Desacato Passa Revista, boletim semanal produzido pela cooperativa, com as principais notícias veiculadas no portal Desacato.info, que já conta com mais de 500 assinantes. “Queremos apresentar essa iniciativa a um público ainda mais amplo e buscar parceiros, mas sobretudo, oferecer um momento de cultura e informação sobre um tema ao qual nos dedicamos diariamente no portal”, conta.

O evento, que é gratuito e conta ainda com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Sindicais (Sindes), também pretende abordar o golpe de Estado 64 e os 50 anos da ditadura no Brasil e em Santa Catarina. Além da mesa-redonda, a programação contará ainda com leitura temática, exibição do filme “O dia que durou 21 anos” e transmissão ao vivo pelo Portal Desacato.info.

Confirme sua presença e divulgue o evento: https://www.facebook.com/events/1449102648656560/

Acompanhe a transmissão em www.desacato.info

O dia que durou 21 anos – Documentário brasileiro, dirigido por Camilo Galli Tavares, sobre a participação do governo dos Estados Unidos na preparação, desde 1962, do golpe de estado de 1964, no Brasil. A ação militar que deu início a ditadura contou com a ativa participação de agências como CIA e da própria Casa Branca. Com documentos secretos e gravações originais da época, o filme mostra como os presidentes John F. Kennedy e Lyndon Johnson se organizaram para tirar o presidente João Goulart do poder e apoiar o governo do marechal Humberto Castelo Branco.

Cultura_e_debate2

Deixe uma resposta