Médicos britânicos em greve pela primeira vez em quase 40 anos

Londres, 21 jun (Prensa Latina) Os médicos britânicos secundaram hoje os protestos de outros setores da administração pública contra a reforma do sistema de pensões do Governo, o que constitui a primeira greve destes trabalhadores em quase 40 anos.

Cerca de 100 mil filiados à Associação Médica britânica (BMA, em sua sigla em inglês) boicotaram cirurgias e consultas não urgentes previstas para esta quinta-feira, como rejeição aos planos governamentais.

Em consequência, nos hospitais da capital britânica foram reprogramadas ao redor de 490 operações e 3.200 consultas externas, enquanto na Escócia 60 por cento dos serviços médicos permanecem com suas atividades paralisadas.

De acordo com o sistema de pensões proposto pelo Governo, que reforma o aprovado em 2008 por considerá-lo insustentável, os médicos deverão atrasar sua aposentadoria de 65 para 68 anos a partir de 2015.

Além disso, sua contribuição à segurança social aumentará já que lhes serão deduzidos até 14 por cento do salário para os que ganham mais de 180 mil dólares anuais.

Enquanto isso, o presidente da BMA, Hamish Meldrum, manifestou que a intenção do protesto não é afetar a população, pois “nossos argumentos não estão relacionados com as pessoas, mas sim com o Governo”.

Diante da convocada greve de 24 horas, o ministro britânico de Saúde, Andrew Lansley, afirmou que a BMA “não reconhece a realidade política e econômica” do país.

“Todos desejamos que tenha mais dinheiro mas não há, todo mundo tem que apertar o cinto”, considerou Lansley.

Não obstante, a BMA indicou que o Estado se equivocou ao mudar o atual plano de pensão para os médicos, acordado em 2008, e acusou o Governo de apresentar uma visão parcial e enganosa dos fatos e das cifras.

Apesar da greve, primeira que faz o sindicato dos médicos desde 1975, as unidades de emergência e acidentes, assim como os departamentos neonatais dos hospitais se mantêm em funcionamento.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.