MEC processa 30 professores da UFF por voto em conselho universitário

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Por Esmael Morais.

O Ministério da Educação (MEC) abriu um procedimento administrativo disciplinar contra 30 professores da Universidade Federal Fluminense (UFF) para que eles expliquem um voto que deram há 12 anos sobre a carreira administrativa dos funcionários da instituição.

Na ocasião, segundo a coluna da jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, os mestres, que integravam o Conselho Universitário da UFF, decidiram que os funcionários aposentados deveriam ter os mesmos aumentos dos que estavam na ativa, seguindo os princípios da isonomia e da integralidade.

Leia mais: Universidades encaminham comunicados suspendendo, por tempo indeterminado, vários auxílios conquistados através de muita luta

“É o maior abuso de autoridade que se comete contra a liberdade de manifestação e de voto nos Conselhos superiores da universidade pública”, disse à coluna Adriana Penna, da associação dos docentes da UFF. “É uma clara tentativa de intimidação e ataque à autonomia universitária”, completou.

A entidade está dando apoio jurídico aos professores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.