Marinez achou que sua vida ia mudar mas a Dataprev não quis

2017-06-09 11:05
Marinez achou que sua vida ia mudar mas a Dataprev não quis

Após dois anos de batalha judicial, Marinez Piovezan de Oliveira, retornaria hoje, dia 8 de junho, ao seu local de trabalho na Dataprev.

Por Rosângela Bion de Assis, texto e imagens, para Desacato.info

Em junho de 2015, ela foi demitida mesmo estando em tratamento médico, aguardando uma cirurgia e possuindo uma CAT (Comunicado de Acidente de Trabalho).

Ontem ela chegou cedo no prédio da Dataprev, da rua Padre Roma, em Florianópolis, pensando em retomar sua vida laboral. Mas a decisão liminar de segunda instância, conquistada pela assessoria jurídica do Sindpd/SC (Sindicato dos trabalhdores em Processamento de Dados em SC) não foi cumprida pela Dataprev.

Marinez terá que prosseguir sua luta.

Deixe uma resposta